Alcôa volta a vencer prémio na Mostra de Doces

A "Coroa da Abadessa" da Pastelaria Alcôa conquistou, esta quinta-feira, o 1.º prémio do Concurso Melhor Doce Conventual da 19.ª edição da Mostra Internacional de Doces & Licores Conventuais de Alcobaça, que decorre até domingo no Mosteiro. O bolo "São Bernardo", da EPADRC, recebeu uma menção honrosa do júri, tal como o doce "Nevadas" do Mosteiro de Lorvão.

O doce vencedor foi oferecido ao Papa Francisco pela empresária Paula Alves aquando da visita do Sumo Pontífice a Fátima este ano, tendo captado a preferência do júri composto pelos chefs Ricardo Raimundo, Justa Nobre, Telmo Moutinho, Odete Silva, Amílcar Malhó, Nélson Félix, José de Oliveira Redondo e um representante da Associação de Municípios Portugueses do Vinho.

Na categoria "Melhor Licor Conventual" o 1.º prémio foi para o "Licor de Singeverga", daquele Mosteiro em Santo Tirso, cabendo o "Licor de Ginja" da Cisterdoce, de Alcobaça, o 2.º prémio. O "Licor de Ginja Abbatiale", da MLC - Licores Conventuais, de Alcobaça, recebeu o 3.º prémio.

No concurso Melhor Compota Conventual, o 1.º prémio foi atribuído à "Geleia de Maçã, Laranja e Fisalis", do Mosteiro do Santíssimo Sacramento do Louriçal, enquanto o "Doce de Pera Rocha do Oeste com Vinho do Porto", da Cisterdoce, teve direito ao 2.º prémio do júri.

A Mostra de Doces & Licores de Alcobaça abriu as portas esta quinta-feira com a presença do secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel. O evento deve trazer a Alcobaça cerca de 50 mil pessoas durante quatro dias.