Arriscar a sorte para ajudar a festa de Santa Susana

Uma pequena barraca nas festas de Santa Susana, em Turquel, consegue movimentar multidões. A fila para arriscar a sorte no espaço de Jorge Bernardino adensa-se e, quando menos se espera, a roda da sorte começa a girar.

A carta onde parar a roda determina o vencedor. Os prémios não são em dinheiro, mas são muito úteis e cobiçados na mesma. Vinhos, bacalhau, chouriço, bolos e bolachas atraem muitos populares que arriscam a sorte para ajudar as festas, uma vez que o lucro da barraca do senhor “Jorge da Azambujeira” reverte para a Paróquia de Turquel, que organiza as festas de Santa Susana.

Já há mais de uma década que Jorge Bernardino, natural da freguesia de Turquel, participa nas festas. Começou como um convite de amigos e organizadores das festas para ter algo de “novo” na festa e, passados todos estes anos, a barraca é uma das mais populares e requisitadas durante os quatro dias de festas. Já organizou o tiro ao alvo, jogos com porcos-da-índia e, este ano, a roda da sorte. O motorista de profissão, que este ano teve férias nos mesmos dias das festividades, inventa todos os jogos que apresenta às festas de Santa Susana e orgulha-se disso. Por dia, passaram mais de uma centena de pessoas na barraca de Jorge Bernardino. A maioria para “tentar a sorte e ajudar as festas”, mas muitos outros pelo “vício” das apostas e pela “desilusão da primeira derrota”. “Quando jogamos a primeira vez e não ganhamos queremos voltar a jogar até acertar, é quase um vício”, defende José Cristiano, que prefere não revelar quanto já apostou na barraca do “senhor Jorge”. Mas, como é para ajudar as festas da terra, “está tudo tudo bem”. 

Os jogos de sorte, ou azar, de Jorge Bernardino não são a única atividade fora do comum que é organizada nas Festas de Santa Susana. Este ano, surgiu a ideia de fazer uma corrida... de burros e um jogo de futebol de burros. O que, à primeira vista, pode causar estranheza, depressa se tornou num sucesso nas festas de Turquel. No passado sábado, um “promotor de festas do concelho de Alcobaça” levou um conjunto de burros para a festa organizada pela Paróquia e começou a animação, começa por explicar o padre Ivo Santos.

Mais do que tentar angariar dinheiro para a Paróquia, o objetivo destas iniciativas originais passa por “atrair mais pessoas para a festa e criar dinâmicas na comunidade”, defende o jovem pároco, que também se montou a cavalo num burro para disputar a partida de “donkeyball”, ou futebol de burros. 

“Há, também, uma grande tradição ligada aos animais em Turquel, por isso considerámos que era uma boa ideia incluir os animais nas festas, na forma destes jogos e com a exposição de várias espécies”, refere Ivo Santos.
Um jovem pároco, com a ajuda da comunidade, parece estar a revitalizar as festas de Santa Susana.