Detido por roubo e passagem de moeda falsa nas Paredes

Um homem, de nacionalidade brasileira, foi detido, esta sexta-feira, por suspeito de crimes de roubo e de passagem de moeda falsa, numa discoteca na Praia das Paredes da Vitória.

Segundo o Ministério Público, o arguido terá tentado, esta quarta-feira, trocar uma nota de 50 euros falsificada para pagar seis flores no valor de 8 euros. "Havendo suspeita de que a nota não era verdadeira, o arguido veio a ser abordado por um outro individuo, pelo que tentou fugir, tendo neste envolvimento agredido os seguranças do estabelecimento e empunhado na sua direção uma arma de alarme com a configuração de arma de fogo", lê-se na página oficial da Procuradoria da Comarca de Leiria. 

Antes, no domingo, o brasileiro, acompanhado de um outro indivíduo, terá "abordado dois homens que circulavam a pé em São Pedro de Moel.", ameaçando-os com “um objeto em tudo semelhante a uma pistola de cor preta” para lhes exigir os bens que tinham na sua posse, tendo fugido com vários artigos, entre os quais uns óculos de sol no valor de 250 euros.

O arguido, sujeito a interrogatório judicial, foi "fortemente indiciado por um crime de roubo agravado, na forma consumada, um crime de roubo agravado, na forma tentada e um crime de passagem de moeda falsa, na forma consumada".

Por se considerar existir “perigo de continuação de atividade criminosa”, o juiz determinou que o arguido ficasse proibido de “contactar por qualquer meio os ofendidos” e obrigado “a permanência na habitação”. Só poderá sair de casa “para o exercício dos turnos de trabalho na fábrica onde está empregado, eventualmente sujeito a vigilância por meios eletrónicos de controlo à distância”.