Dívida da Câmara da Nazaré domina debate autárquico

As finanças municipais dominaram o debate autárquico organizado pelo REGIÃO DE CISTER, este sábado, na Biblioteca Municipal da Nazaré. Mas, afinal, qual é a dívida total da Câmara da Nazaré? "Cada cabeça, sua sentença" e cada um dos candidatos apresentou um valor diferente para a dívida do município, o que fez com que o tema motivasse forte discussão. 

Walter Chicharro (PS) apoiou-se nos números mais recentes da Direção-Geral das Autarquias Locais (DGAL), que apresentou como “oficiais”, para fixar a dívida nos 34,2 milhões de euros. O que significa que houve um aumento da dívida total superior a meio milhão de euros desde a análise efetuada pela DGAL no final do mês de maio.

Depois, os números apresentados pelos candidatos "dispararam" até chegar aos 78 milhões de euros de dívida, apontados por Graciano Dias (CDS-PP/MPT/PPM), que acusou a gestão do PS de exibir um “descontrolo total” das contas.  

Já António Caria (CDU) estimou que a dívida do município ronde os 60 milhões e o candidato não “acredita que a Câmara tenha abatido dívida” durante este mandato, contrariando o discurso de Walter Chicharro. Por sua vez, Alberto Madaíl (PSD) denunciou um aumento de 2,7% na dívida, o que fez com que a Câmara “devesse 33,5 milhões de euros a terceiros” a 31 de março. O candidato do PSD criticou o facto de, no seu entender, ter havido um “desbaratamento dos dinheiros públicos”.

Telma Ferreira (BE) foi a única a não querer avançar um número para a dívida total da autarquia e preferiu “atacar” a gestão de Jorge Barroso (PSD) pela dívida deixada e o PSD e CDS nacionais pela criação de mecanismos como o PAEL e o FAM que “estrangulam as populações”. O presidente Walter Chicharro também não se livrou das críticas da bloquista por ter assinado o PAEL quando, durante a campanha de há quatros anos, “defendeu que nunca o iria fazer”.

O auditório da Biblioteca Municipal da Nazaré foi pequeno para acolher mais de uma centena de pessoas que fez questão de assistir à iniciativa organizada pelo semanário dos concelhos de Alcobaça e da Nazaré. Os candidatos vão a votos no próximo dia 1 de outubro.