Espantalhos dão nome a festival em Valado de Santa Quitéria

Até final de agosto, o “Espanta Festival”, organizado pela Associação Recreativa e Desportiva Quiterense, traz muitos "paparazzi" a Valado de Santa Quitéria e ao Casal do Aguiar para fotografarem os 38 espantalhos espalhados pelas ruas daquelas localidades.

O festival dos espantalhos realizou-se pela primeira vez em 2017 e, tendo em conta o sucesso, a associação Quiterense voltou a “chamar” a população para construir espantalhos e a expô-los em frente das suas residências. 

“A ideia surgiu no seio da Associação Recreativa e Desportiva Quiterense para promover a festa anual, que se realiza no fim do mês de agosto. O objetivo é colocar as pessoas a  participar e a serem criativas, ao mesmo tempo que damos a conhecer a nossa aldeia, o que tem sido alcançado, bastando para isso ver o número de pessoas que a visitam para fotografar os espantalhos”, confirma o presidente da associação, para quem o balanço da edição de 2018 já "é extremamente positivo”. Em 2017, houve 29 espantalhos espalhados pelas ruas e à porta de casa, tendo o número de bonecos crescido para os 38.

Numa aldeia com pouco mais de 300 habitantes, todos tiveram a oportunidade de participar, inscrevendo-se até final do mês de junho e colocando o espantalho no local pretendido. “Um júri independente da coletividade fará a avaliação posteriormente”, explica Daniel Guilherme. Isto porque, os espantalhos serão “deslocados” para o local da festa em honra de Santa Quitéria, que se realiza entre 25 e 27 de agosto. Os prémios para os espantalhos mais originais serão entregues no dia 26 pelas 18 horas.

A coletividade pretende colocar no mapa a localidade da freguesia de Alfeizerão, através de várias iniciativas, como o são o Espanta Festival e a comemoração do Dia do Vizinho.