José Pedrosa assinala meio século de carreira na medicina

José Carvalho Pedrosa é mais conhecido por Dr. Pedrosa e foi o médico de milhares de alcobacenses. No início do mês de fevereiro, comemorou 50 anos desde que está inscrito na Ordem dos Médicos e continua a demonstrar um “espírito de servir” que pautou mais de quatro décadas de vivência em Alcobaça.

É natural do concelho de Pombal, mas já tem “mais anos de Alcobaça do que da terra natal”. Depois de completar o liceu e a licenciatura em Coimbra, o médico trabalhou em Pombal, fez o serviço militar obrigatório em Mafra e foi destacado para a Guiné, onde assistiu a situações “horríveis” que nunca imaginou e “só quem lá esteve é que sabe”. Ainda assim, essas experiências serviram para lhe dar “estaleca” para a carreira de médico que se seguiria, tendo-se estabelecido em São Martinho do Porto antes de vir trabalhar para a cidade e depois de passar dois anos como médico civil em Angola.

Em Alcobaça, trabalhou numa época “muito diferente da atual”, em que só havia “uma dezena de médicos para todo o concelho”. A falta de profissionais de saúde obrigavam-no a “passar as noites de um lado para o outro, do Gaio até Alpedriz, e outras partes do concelho”. Mas sempre com brio e vontade de ajudar o próximo.

O médico, de 76 anos, acaba, também, por estar ligado à reabertura da maternidade de Alcobaça, em 1981. Quase por acaso é nomeado para uma comissão instaladora no Hospital de Alcobaça e, em seis meses, consegue criar condições técnicas e de recursos humanos para que os bebés da cidade pudessem “voltar a nascer alcobacenses”.

Nunca se especializou, afirma que a clínica geral é a área da medicina que mais o fascina e acompanhou “muitos dos então 600 nascimentos anuais” na maternidade da cidade.

Depois de uma vida ativa muito preenchida, em que foi fundador do Clube de Natação de Alcobaça e do jornal REGIÃO DE CISTER, presidente do Conselho de Administração da Fundação Maria e Oliveira e do Ginásio, de ser vereador da Câmara de Alcobaça e candidato independente em 2009, José Pedrosa continua a exercer. “Não tanto como dantes e já não é de sol a sol, mas vou continuando a servir as pessoas”, conclui o médico com a humildade que o caracteriza. Sem quaisquer arrependimentos e com cinco filhos e nove netos, o Dr. Pedrosa aproveita a “reforma” para cuidar da casa para receber familiares e amigos e para viajar com a mulher.

Não deve haver muitos alcobacenses que não tenham uma história com este médico. “Para o bem ou para o mal, quase toda a gente me conhece”, conclui.