Licenciamento do futuro hotel no Mosteiro aprovado

Está aprovado o licenciamento para a construção do hotel de luxo no Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça. O executivo municipal de Alcobaça aprovou esta segunda-feira o licenciamento da obra, que deverá arrancar nas próximas semanas. 

O presidente da Câmara de Alcobaça classificou o dia como “histórico” por marcar o último passo para o início das obras do empreendimento. “Esperamos que dentro de poucas semanas possa haver uma frente de obra ativa”, adiantou Paulo Inácio.

Fica apenas por definir a requalificação da zona envolvente ao futuro hotel de luxo e a zona de receção. Paulo Inácio adiantou que está a “trabalhar diretamente” com a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e com as “entidades afetadas na zona envolvente”. “O mais importante é a requalificação daquela zona do Mosteiro que há muitos anos aguarda este investimento e que o mesmo confira dignidade ao monumento, que tenha sustentabilidade futura e que seja importante para o desenvolvimento desta reunião”, concluiu o presidente da Câmara de Alcobaça.

O hotel de charme no monumento Património Mundial deverá estar concluído dentro de dois anos. A unidade hoteleira contempla 81 quartos e 9 suites e, ainda, o aproveitamento do jardim interior do Claustro do Rachadouro, que vai estar “pontualmente ao serviço da comunidade”, totalizando o investimento de cerca de 15 milhões de euros. 

O projeto foi desenhado pelo arquiteto Eduardo Souto Moura, vencedor do prémio Pritzker, que assegurou que “não vão ser demolidas quaisquer paredes mestres” durante a construção da futura unidade hoteleira.