Physioclem lança desafio para tornar comunidades mais felizes

A Physioclem quer criar comunidades mais felizes e saudáveis e, como os adolescentes de hoje são os adultos de amanhã, é precisamente com os jovens que vai trabalhar para atingir esses objetivos. A empresa apresentou, no dia 18 de julho, o projeto Geração S+ que tem como objetivo tornar a sociedade “mais saudável, mais sustentável, mais divertida e com mais sentido”.

É a empresa alcobacense que está a coordenar o projeto. No entanto, Marco Clemente prefere que as “soluções partam da comunidade”, no sentido de tornar o projeto “totalmente flexível”. Para isso, o iniciativa vai procurar recolher o apoio de escolas, clubes, associações, entidades e da comunidade em geral. “A nossa missão passa por ouvir os vários parceiros da comunidade e através deles construir um modelo de prática para um estilo de vida saudável”, remata o diretor da Physioclem.

Contudo, a iniciativa conta já com várias atividades definidas a terem lugar no próximo mês de setembro, entre as quais, a realização do seminário “Novos Paradigmas e Práticas Educativas para uma Escola Saudável e Inclusiva”, a sessão para pais “Construir Escolas Felizes”, o curso de formação de professores “Práticas de Atenção Plena em Contexto Escolar” e a ação-reflexão “Na Minha Opinião...”, que desafia, precisamente, os jovens do concelho a dar a sua visão para as necessidades da população estudantil.

Projeto Geração S+ é cofinanciado pelo programa Erasmus + da União Europeia e promovido pela Escola Superior de Saúde do Alcoitão, pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e pela Physioclem. Na região, já garantiu o apoio da Câmara de Alcobaça, da União de Freguesias de Alcobaça e Vestiaria e do Agrupamento de Escolas de Cister (AE Cister).

Está lançado o repto e passado o testemunho, literalmente, para muitas mais entidades poderem dar o seu testemunho, no sentido figurado, para contribuir para comunidades mais felizes.