Recriação da Batalha de Aljubarrota juntou dois milhares

Como começou a Batalha? Quem participa? Como estavam divididos os exércitos? O que aconteceu no desenrolar da batalha? Quem foram Nuno Álvares Pereira, Martim de Macedo, Antão Vaz, William de Montferrat e Álvaro de Sandoval? A grande recriação da Batalha de Aljubarrota, que se realizou no sábado, dia 16 de agosto, respondeu a essas questões a mais de duas mil pessoas, que marcaram presença na iniciativa. “O dia da recriação da batalha foi o dia que mais atraiu visitantes. Só nessa tarde estavam presentes cerca de duas mil pessoas“, referiu José Lourenço, presidente da Junta de Aljubarrota. A iniciativa, da organização da Câmara de Alcobaça, da Junta de Aljubarrota e da Associação Companhia Livre, reuniu 300 figurantes vindos de vários pontos de Portugal e de uma figurante improvável, ou seja, Inês Silva, vereadora da Cultura. 

Às dezenas de figurantes juntaram-se artesãos e comerciantes locais com as suas pinturas, peças em madeira, frutas e legumes, doces conventuais, pão da padeira, bordados, licores, compotas e bijutarias em dezenas de bancas que transformaram as ruas num mercado ao ar livre. O presidente da Junta de Aljubarrota estima que “passaram pela feira medieval nos quatro dias cerca de 40 mil visitantes, registando-se um aumento em cerca de 20% em relação ao ano passado“.