Edifícios com história

Palacete do Dr. António de Sousa Neves

António de Sousa Neves nasceu em Alcobaça em 17 de dezembro de 1869. Estudou medicina e foi médico em Alcobaça onde em 28 de maio de 1874 veio a contrair matrimónio com D. Lavínia Froes Barreto Perdigão.

Tiveram duas filhas: Judite Froes Barreto Neves, que nasceu em 12 de junho de 1896 e 5 anos mais tarde Elsa Froes Barreto Neves (13 de outubro de 1901). E cerca de seis anos depois foram todos viver para o palacete que entretanto o Dr. Neves mandou construir.

Construído em 1907 (há uma “pedra” no edifício com esta data), pouco se sabe acerca deste palacete. Encontra-se implantado no meio de uma antiga quinta, acompanhando o desnível do terreno, na margem esquerda do rio Baça. A propriedade é privada e encontra-se rodeada por um muro onde se rasga um amplo portão em ferro, com as iniciais do proprietário (ASN).

Do pouco que se observa é visível uma varanda semelhante ao género arquitetónico do romantismo tardio e ainda se observam também painéis de azulejos azuis que percorrem o Palacete.
A meio da Avenida os muros e o portão em ferro, de duas folhas, do antigo Palacete do Dr. António de Sousa Neves, continuam imponentes a marcar este local com história.

De seu nome completo António José de Sousa Neves faleceu em Alcobaça em 3 de outubro de 1955 com 86 anos de idade.

No Palacete têm vivido ao longo de décadas familiares da “Avó Elsa” e do “Dr. Ferro”. O palacete tem também entrada pela Rua Miguel Bombarda.

Cabe agora referir que João José Ferro, que nasceu em Olhão em 7 de abril de 1893 “estava” em Alcobaça em finais do séc. XIX, pois em 13 de outubro de 1901 casou com D. Elsa Froes Barreto. E tiveram 7 filhos: Manuel Neves Ferro, Francisco Neves Ferro, Isabel Neves Ferro, Fernando Neves Ferro, Maria Joana Neves Ferro, João Carlos Neves Ferro e Maria Neves Ferro
Ficou a viver com maior periodicidade no palacete Maria Joana Neves Ferro, que foi casada com Armando da Silva Menezes. Tiveram cinco filhos. Armando Menezes faleceu aos 95 anos, em Alcobaça, a 29 de abril de 2013. Armando Morais da Silva Menezes era engenheiro agrónomo de formação, tendo-se destacado com algumas publicações na área da investigação e prática frutícola, em que avulta o livro de referência “Poda em fruticultura”, com várias edições.

Por via da sua formação em agronomia, tornou-se professor na Escola Prática Agrícola de Vieira Natividade em 1943. Mais tarde, veio a dirigir a Escola Técnica de Alcobaça, desde 1963 a 1974, tendo-se aposentado em 1981.

Dedicava-se, nos últimos anos da sua vida, ao desenho e pintura. Nesse âmbito, Armando da Silva Menezes foi um dos artistas que generosamente ofereceu uma obra para a iniciativa “Mercado d’Arte” para apoiar as obras na redação do quinzenário “O Alcoa”.

Os muros e o portão em ferro, de duas folhas, do antigo Palacete do Dr. António de Sousa Neves, continuam imponentes a marcar este local com história

Em termos pessoais tenho algumas “memórias” deste Palacete.

Estudei com o Francisco e com a Isabel Ferro no Colégio do Dr. Cabrita, às “Portas de Fora”.

Em 1951 e 1952 os rapazes mais jovens do Colégio aproveitavam o pouco trânsito da época para jogarem a bola na Avenida João de Deus, instalando uma das improvisadas balizas (“marcada” com pedras) frente ao portão do palacete ASN (Colégio do Dr. Cabrita-1951/2).

Alguns anos mais tarde tive que arrancar um dente no consultório do médico-dentista Dr. Ferro, a cujo consultório se acedia pela entrada da rua Miguel Bombarda. Recordo-me perfeitamente do Dr. Ferro assobiar baixinho enquanto fazia o seu trabalho. Não me lembro de na altura ter levado alguma anestesia mas quando me foi extraído o dente “até vi estrelas”…

Mais “memórias” teria para contar mas o Palacete do Dr. António Sousa Neves é que é importante, sendo certo que, felizmente, continua em bem estado de conversão.