Essencialcare soma projetos e clientes na medicina dentária

Nasceu para dar continuidade à clínica dentária de Manuel Branco, que já existia em Alcobaça desde 1978. Dez anos depois, a Essencialcare continua de boa saúde, somando clientes e novos projetos.

“O Dr. Branco queria reformar-se e vender a empresa, que funcionava junto ao Mercado Municipal, e acabei por comprar a empresa em sociedade, com uma amiga e colega de curso”, conta Regina Fragoso, que atualmente gere a clínica dentária. “Em 2005 houve a necessidade de criar um espaço próprio, mais moderno e com melhores acessibilidades”, acrescenta a médica-dentista, que “herdou” muitos dos clientes do seu antecessor. 

“Continuamos a acompanhar os doentes do Dr. Branco, com um historial muito longo, que normalmente é sinónimo de muitas perdas de dentes, uma vez que antes faziam-se muitas extrações, em vez das reabilitações”, conta Regina Fragoso. “Hoje em dia só se não der mesmo para tratar é que avançamos para a extração”, sublinha.

Com seis postos de trabalho assegurados, a Essencialcare presta serviços dentários de extrações, restaurações, desvitalizações, ortodontia, proteses (removíveis e fixas) e implantes. 
“Felizmente temos conseguido crescer todos os anos. A nossa faturação tem sempre aumentado de ano para ano e temos conseguido aumentar o leque de ofertas”, sublinha a empresária, que possui uma pós-graduação em ortodontia e implantologia oral.

A trabalhar com alguns seguros médicos, “que não são a solução, mas ajudam”, a Essencialcare também é uma clínica aderente aos cheques-dentista. “Se agradarmos aos mais jovens, as famílias dos mais jovens também acabam por escolher os nossos serviços”, considera a empresária, lamentando a ida ao dentista, na maioria das vezes, já “em fase de dor ou urgência”.

“O principal objetivo é tentar perceber o que o paciente precisa mesmo, adequando o tratamento médico às suas possibidades económicas. O que é melhor para mim pode não ser o melhor para o meu paciente”, reforça a médica, que irá fazer formação em sedação consciente e adquirir o equipamento necessário para oferecer aos pacientes que desejarem tratamentos sob sedação. 

A empresária nota que no último ano se registaram mais pedidos de branqueamentos. “Quando se começou a falar na crise as pessoas deixaram de perguntar tanto pelos branqueamentos e recentemente começaram a perguntar outra vez”, conta Regina Fragoso, considerando o facto um “reflexo das imagens que se vêem na televisão e nas revistas”.

Todos os anos a clínica tem feito um “upgrade” tecnológico, com equipamentos e materiais, para poder acompanhar o mercado. Mas na gaveta há outros projetos. Quem sabe se brevemente a Essencialcare poderá abrir o segundo gabinete de medicina dentária. Uma coisa é certa, o negócio da medicina dentária é como os dentes: se cuidarmos bem deles, o sucesso é garantido. 

"A saúde dentária ainda não é uma prioridade"

A administradora da Essencialcare admite que as questões financeiras ainda são um entrave ao negócio da medicina dentária. 

REGIÃO DE CISTER (RC) > O facto de a empresa ter “herdado” uma carteira de clientes facilitou o negócio?
REGINA FRAGOSO (RF) > Quando comprámos a clínica já tínhamos uma agenda com dois ou três dias cheios de consultas, o que nos permitiu ter capital para pagar as contas e fazer novos investimentos. Se duas médicas dentistas recém-licenciadas chegassem a Alcobaça para instalar o seu póprio negócio teria sido muito mais complicado.

RC > Hoje em dia, os pacientes já fazem mais prevenção?
RF > Muitas vezes o paciente só vem ao dentista numa fase de dor e, na maioria, não volta para terminar o tratamento. Temos pacientes que vêm em situação de urgência, levam o antibiótico e não voltam para fazer tratamento, acabando por perder dentes. Se as pessoas tiverem cuidado não é caro ter os dentes saudáveis. Mas, infelizmente, a saúde dentária ainda não é uma prioridade. E, para nós, também é complicado não fazer exatamente o tratamento que a pessoa precisa mas o que pode pagar.   

RC > Esse é o principal desafio da medicina dentária em Portugal?
RF > O meu sonho era poder tratar tudo o que o paciente precisasse. No fim o resultado seria um sorriso maravilhoso e o Estado pagava os tratamentos. Os cheques-dentistas já não são maus... e se alargassem para quem não tem possibilidades económicas, pelo menos umas duas consultas por ano, era ótimo. Por outro lado, também me custa ver que há muitos cheques-dentista que não são usados. 

BI

Designação: 
Essencialcare
Fundação: 
2005
Número de Trabalhadores: 
6
Administração: 
Regina Fragoso
Actividade: 
Medicina dentária
Facturação: 
Não divulgado
Principais serviços: 
Tratamentos médico-dentários
Sede: 
Alcobaça
Telefone: 
262 581 749
3
É o número de médicos dentistas que a clínica de medicina dentária dispõe