Gula
Olhááá Bolinha!
Sara Vieira

"Olhááá Bolinha! Com creme e sem creme. Olhááá Bolinha"

18 Agosto, 2018

Olhááá Bolinha!

Por estes dias, esta é uma das frases mais ouvidas nos areais da região. É, de facto, no verão que mais se vendem bolas de berlim, um dos bolos mais populares do nosso país, mas que tem origem precisamente na capital da Alemanha.

O doce chegou a Portugal fruto de uma história amarga: uma das famílias judias alemãs (um casal com duas filhas) que se refugiou em Portugal, em 1935, foi a responsável pela introdução das bolas de Berlim no País. Sem arranjar trabalho, o pai foi vender quinquilharias de porta a porta e a mãe resolveu fazer bolas de Berlim, típico bolo de Berlim, que tem uma característica diferente da nossa bola - por dentro há sempre um doce. Depois de o marido levar algumas nas suas vendas, o negócio tornou-se um sucesso, deixando um legado que perdura até aos dias de hoje.

Até há bem pouco tempo o doce de ovos era o único recheio que os portugueses conheciam, mas agora o difícil é escolher. Do Atelier do Doce, empresa sediada em Casal do Amaro (Alfeizerão), saem centenas de milhares de bolas por dia, que já representam mais de metade das vendas da empresa, que há cinco anos e meio produzia, em média, 200 a 300 por dia. Há vários recheios: doce de ovos, chocolate, Maçã de Alcobaça, morango, framboesa, doce de leite, frutos silvestres e com massa de alfarroba.


Além dos clientes El Corte Inglés, da Sonae, do Starbucks, do Café Jerónimo e das Áreas de Portugal (áreas de serviço), a empresa também vende diretamente na sua loja, junto à fábrica, cujo preço – a partir de 60 cêntimos – será um dos chamarizes para a corrida à bola de Berlim, principalmente no verão.

Não se conhece a origem deste hábito dos portugueses de comer bola de Berlim na praia, mas a verdade é que elas sabem melhor na praia do que em qualquer outro lugar. Há quem defenda que o segredo esteja no contraste entre o doce e o salgado. Verdade ou não, facto é que depois de nos sujarmos com o creme e o açúcar temos sempre mais uma desculpa para ir dar um mergulho, que também serve para gastar algumas calorias.
 

Veja também

05 Maio, 2021
  Antes de começarmos esta caminhada, é importante terem contexto: faço de Leiria casa há 10 meses, quase 10 anos depois de me ter licenciado por cá. Sempre disse que era um lugar bonito...
15 Abril, 2021
Dizem os estudiosos da História que foi uma rainha portuguesa, a D. Catarina de Bragança, que no século XVI, levou o hábito de tomar "o chá das cinco" para Inglaterra. O hábito foi de tal forma...
01 Abril, 2021
Convento de Cristo (Tomar) Os museus e monumentos vão finalmente reabrir, após quase três meses confinados: uma lufada de ar fresco e um excelente motivo para explorarmos as atrações culturais...