Palcos
Uma Jüra com beats de dor e amor
Carolina Calado

Jüra, o alter ego de Joana Silva — ela própria uma promessa— , junta melodias de amor, dor, vestígios de fado e beats de boom bap. 

07 Abril, 2021

Uma Jüra com beats de dor e amor

Joana Silva jurou “amor eterno” à música e é através dela que tem vindo a revelar a sua “verdade”. Apresenta-se como Jüra e prepara-se para lançar antes do verão o seu primeiro EP, Jüradamor, centrado no “amor” e na “dor”.

As suas canções são emoções convertidas em melodias e palavras que vão do seu coração para o de quem a ouve. “Neste trabalho revelo momentos, emoções que precisei de expressar. Momentos que precisei de cantar, momentos de dor, de amor, da dor do amor”, revela Joana à BÚSSOLA. ”Sinto-me mais leve com a ideia de que a minha dor, o meu amor e a dor do amor podem e vão ser partilhadas”, confidencia.

Este novo projeto conta com seis canções produzidas por FreeSoulBeats, emergente beatmaker, que é também o seu companheiro. Tal como descreve a jovem artista, Jüradamor é a sua “verdade a morar em beats de boom bap”.

Jüra assinalou a sua estreia com o lançamento de “És o Amor”, uma música que alia a beleza e sua frescura melódica à intensidade emocional de um fado, e, quase um ano depois de se apresentar, anuncia agora o seu segundo single. “Somuzumnãodois”, da Melides Art Records, encontra-se disponível nas principais plataformas digitais e o vídeo no Youtube conta já com mais de 15 mil visualizações.

 

 

Neste single existe uma referência à mais célebre história de amor do nosso imaginário colectivo, com o repto "vamos ser como Pedro e Inês", numa alusão aos amores que repousam no Mosteiro de Alcobaça, na  terra natal de Joana. 

Foi a necessidade de se expressar através das artes fez Joana Silva mudar-se para Lisboa, após terminar o curso de Dança na Academia de Dança de Alcobaça, para estudar na Escola Profissional de Artes e Ofícios do Espetáculo do Chapitô. Ao longo da sua formação foi solidificando a singularidade e a verdade da sua forma de expressão, através da arte, do movimento e da escrita, que lhe deram ferramentas para começar a explorar a música. Durante o seu percurso artístico, tem vindo a colaborar em diversos projetos enquanto bailarina, acrobata e animadora. Já fez teatro, circo e, mais recentemente, começou a dar voz a vários personagens de animação do universo Disney.

Veja também

10 Maio, 2021
Com o objetivo de ser revolucionário e assumindo uma atitude corajosa de avançar com espetáculos em dois momentos distintos, o evento aposta em projetos artísticos em espaços não convencionais, dando...
23 Abril, 2021
Foi um dos filmes escolhidos para assinalar esta semana o regresso presencial às salas de cinema em Portugal, após mais um longo período de confinamento, chegando agora ao grande ecrã com uma...
19 Abril, 2021
O ser humano prospera no conforto e na estabilidade. Há até investigadores que defendem que somos uma espécie preguiçosa e carente de gratificação instantânea. Não vou tão longe, apesar de...