Onde passear
Uma viagem pela "época de ouro" do têxtil em Portugal
Carolina Calado

O Museu Industrial e Artesanal do Têxtil (MIAT) oferece uma visita à descoberta de uma "época de ouro" do têxtil em Portugal, onde Mira de Aire e Minde formaram um dos mais importantes polos industriais têxteis durante o século XX. 

30 Outubro, 2020

Uma viagem pela "época de ouro" do têxtil em Portugal

 

Instalado em Mira de Aire nas antigas instalações da fábrica de tapetes D. Fuas, fundada em 1933, que mais tarde se veio a tornar na emblemática Tapetes Vitória, este recente espaço museológico alberga uma coleção de maquinaria e outros equipamentos ligados a esta indústria que dá a conhecer todo o processo de produção da lã e da sua evolução ao longo dos tempos.

A visita do MIAT tem início na sala onde funcionava o berçário e a creche dos filhos das operárias da antiga fábrica. Neste espaço, é possível ficar a conhecer toda a técnica artesanal e industrial de transformação da lã e as suas diferentes fases, desde a tosquia à tecelagem, passando pela lavagem, tinturaria, cardação e fiação, que é descrita em painéis audiovisuais. Dali nasciam tapetes, mantas, fazendas e malhas. Toda esta metodologia está também representada na mostra “Assim se trabalhava a lã”, ilustrada através de 170 miniaturas.

 

No piso inferior do museu, a exposição permanente contempla um espaço com teares manuais e outros utensílios utilizados durante a técnica artesanal do processamento da lã e também um espaço com maquinaria utilizada no processo industrial. Surpreende-te com a oficina de alfaiataria deste espaço museológico que integra um conjunto de utensílios e máquinas usados para confecionar os fatos.

Durante a visita é ainda possível observar uma demonstração ao vivo da confeção de tapetes de arraiolos.

O MIAT, inaugurado a 18 de maio, nasceu de um "sonho antigo" do empresário José Paulo Baptista que tem ligações familiares à indústria têxtil e quis recuperar as memórias de um "período áureo" que esta indústria vivenciou durante décadas e que ao longo dos tempos foram ficando esquecidas com o declínio da atividade e o sucessivo fecho de fábricas.

Até final deste ano, estará patente no museu a exposição “Dobando o tempo da memória”, da artesã Isabel Cartaxo. Com a curadoria de Rosa Mesquita, esta mostra têxtil aborda a passagem do tradicional ao contemporâneo, propondo reflexões sobre modos evolutivos e inovadores de expressão artesanal.

museu pode ser visitado de terça-feira a domingo, entre as 10 e as 18 horas. A entrada tem o valor de 5 euros (3 euros para seniores e estudantes).

Ainda na localidade de Mira de Aire, podes também visitar as maiores grutas do País, consideradas umas das 7 Maravilhas Naturais de Portugal. Explora ainda o Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros e deslumbra-te com as paisagens deste rico património, onde predomina a natureza rochosa dos calcários.

Se precisares de um roteiro pela região, espreita este

MIAT - Museu Industrial e Artesanal do Têxtil
Rua das Grutas, 593
GPS 39° 32' 32.712'' N 8° 42' 41.9148'' W
2485-059 Mira de Aire
€5.00

Veja também

02 Fevereiro, 2021
  Chocolates, um clássico em versão premium e… "picante"  São um clássico nesta data, mas acredita em nós: não precisas de ir à Bélgica em busca daqueles...
07 Novembro, 2020
A pandemia da Covid-19 encerrou alguns negócios, colocou outros na corda-bamba mas também foi o motor para o arranque de novos negócios, como a entrega de comida de restaurantes ao domicílio....
23 Setembro, 2020
Em qualquer lugar da vila é possível avistar o Castelo de Porto de Mós através das suas duas cúpulas em forma de pirâmide, com um acabamento de cerâmica de cor verde, que o torna inconfundível e...