Abstenção disparou em Alcobaça e Nazaré nas últimas autárquicas

O nível de abstenção nos concelhos de Alcobaça e Nazaré nas eleições autárquicas disparou em 2013, atingindo máximos históricos. O afastamento dos eleitores para com as forças políticas locais – partidos e movimentos de independentes – tem vindo a assumir uma trajetória ascendente nas últimas décadas, mas bateu os recordes negativos no último ato eleitoral.

Em Alcobaça, a abstenção atingiu o nível mais elevado de sempre em 2013, com 46,3% dos eleitores a optarem por não descarregarem o voto nas urnas. E apenas por uma vez, nas eleições de 1985, se tinha registado uma afluência de voto acima dos 40%. Nesse ato eleitoral, em que o PSD de Rui Coelho obteve a vitória mais retumbante de sempre no concelho – reunindo um total de 15.626 votos, o que significou 64,87% da preferência dos eleitores – a abstenção chegou aos 42%. 

Entre as eleições autárquicas de 1989 e 2009, praticamente não se registou uma variação da abstenção no concelho de Alcobaça, mas nas últimas eleições os munícipes que ficaram em casa acabaram por obter maioria absoluta, cenário que ainda se tornou mais evidente na Nazaré, onde metade do eleitorado não participou nas eleições. Os 49,3% são um novo máximo em autárquicas no concelho e deixam o município a meio da tabela no que concerne à abstenção no distrito de Leiria, se tivermos em linha de conta as últimas autárquicas.

Acima da Nazaré ficam, pela negativa, os concelhos de Leiria (50,2%), Marinha Grande (52,7%), Caldas da Rainha (53,5%), Pombal (55,1%) e Peniche (56,8%). É no norte do distrito que se regista maior afluência de eleitores, com o recentemente fustigado concelho de Castanheira de Pêra a ser o município com a menor taxa de abstenção: 29,1%.

A mostrar tendência de crescimento estão, igualmente, os votos efetivamente expressos nas urnas, mas que representam um protesto. Em Alcobaça, registaram-se 1.735 votos brancos e 1.335 votos nulos nas últimas autárquicas. Na Nazaré, o cenário foi, deste ponto de vista, menos gravoso, com 227 votos brancos e 205 nulos.