Futsal: Guardião Cristiano volta a casa

O Benfica visita, este domingo, o CCRD Burinhosa, e a partida agendada para as 16 horas no Pavilhão Municipal de Alcobaça marca o encontro de Cristiano Marques com os burinhosenses.

Apesar de nunca ter jogado na Liga Sportzone pelo clube, o guarda-redes continua a ser a maior referência da formação do clube da aldeia do futsal. As grandes exibições despertaram a cobiça dos grandes e, em 2014, o guardião transferiu-se para o Benfica, pelo qual já se sagrou campeão nacional. No próximo domingo, o “keeper” reencontra o clube que o projetou na modalidade e reconhece que “será um momento muito especial”.

É natural de Tabuaço, terra do distrito de Viseu, mas foi no litoral centro, mais precisamente no CCDR Burinhosa, que conseguiu destacar-se. “Não tenho receio de ser mal recebido, uma vez que as pessoas da aldeia me consideram um menino da casa”, reconhece o internacional jovem ao REGIÃO DE CISTER. Para o jogador do Benfica, “jogar contra o Burinhosa é sempre um momento muito especial” porque foi o clube que o ajudou a chegar ao patamar em que está hoje.

Cristiano antecipa “uma partida muito exigente” uma vez que a equipa de Alex Pinto “tem um plantel muito experiente”, mas o objetivo é só um: vencer. “Um atleta do Benfica tem de ser profissional e dar tudo pelo clube”, completa.

Ao Região de Cister, Cristiano Marques revelou que não costuma trocar mensagens com jogadores do CCRD Burinhosa mas que, ainda assim, tem uma “excelente relação” com todos os jogadores e diretores do clube do concelho de Alcobaça, ao qual chegou aquando da separação dos pais.

Começava a época 2011/12 quando Cristiano decidiu seguir a mãe e foi viver para a Burinhosa, onde começou a jogar pelo clube depois de ir a um treino e terem gostado dele. Era ainda júnior, mas o facto de Kitó Ferreira, o técnico da equipa principal, gostar das suas capacidades levou o guardião a jogar pelos juniores e a ajudar os seniores a alcançarem a subida ao principal escalão do futsal português, feito que conseguiram em 2013/14, com a conquista da 2.ª Divisão.

Entre o dia em que ingressou no clube da aldeia do futsal até chegar ao Benfica foi uma questão de três anos e para o guardião a diferença de realidade entre os clubes é evidente. No entanto,  para o atleta, que fez oito jogos na Liga SportZone esta época, o Burinhosa “é um clube com excelentes condições e que nunca deixou que nada faltasse aos jogadores”. “Apesar de não ver os jogos do clube com a regularidade que gostaria, tenho a plena convicção de que vão conseguir chegar à final-8 da Liga”, adverte o jogador, que, antes de representar Benfica e CCRD Burinhosa, passou ainda pela Tabuaço e já conta com a conquista de uma Liga SportZone (2014/15), duas Taças de Portugal (2014/15 e 2016/17), duas Taças da Liga (2017/18 e 2019/20) e duas Supertaças (2015 e 2016). 

E porque o bom filho a casa torna, Cristiano Marques não esconde o desejo de “um dia voltar à casa" que o acolheu. Os adeptos do clube da aldeia do futsal, certamente, ficarão felizes.