Hugo Piló declara-se "Cliente Habitual”

Habituado à rotina de músico desde os 15 anos, Hugo Piló pode ser apelidado de cliente habitual da música nos palcos regionais e não só. Os temas “Nada Pessoal” e “Cliente Habitual”, cujos videoclipes já foram disponibilizados no Youtube, prometem dar novo ímpeto ao artista nazareno, que fez parte de vários grupos ao longo da sua carreira.

Afirmou-se através da Ínclita Geração, no grupo Amigos para Sempre. Foi finalista do Chuva de Estrelas, da SIC, e integrou ainda os SantaClaus e, por fim, os Blister, uma banda portuguesa com vários temas referenciados no panorama rock português.

A música nunca o deixou “quieto” e por isso surge agora numa carreira em seu nome, apresentando-se com as Máquinas Quentes, banda que o acompanhará na estrada. “A ideia não será, para já, a gravação de um álbum, mas sim a construção de um repertório de originais e versões, de temas que cantei e foram mais significativos ao longo da minha carreira como cantor, e que agora os quero voltar a apresentar ao vivo”, explica o músico.

Depois de colocar a carreira musical em “suspenso”, Hugo Piló regressou às lides no ano passado com o tema “Nada Pessoal”, que foi bastante rodado nas rádios da região, mas cujo clip só agora foi apresentado. Mais recente é o “Cliente Habitual”, que apresenta com as Máquinas Quentes.