Junta convida jovens a decidir projetos de investimento público

A Junta da Nazaré quer envolver as novas gerações nas decisões dos projetos de investimento público. Para isso, a autarquia aderiu ao processo de participação democrática “Orçamento Participativo Jovem”, convidando os jovens nazarenos a aderir ao projeto. 

De acordo com o presidente da Junta da Nazaré, a iniciativa “surge devido a uma promessa eleitoral do primeiro mandato, que só agora foi possível pôr em prática”. João Formiga explicou ao REGIÃO DE CISTER que o projeto ainda carece de regulamentos para avançar, mas que irá “começar o mais brevemente possível”.

O projeto é dirigido aos cidadãos com idades entre os 14 e os 30 anos, inclusive, e para o autarca esta ”é uma iniciativa que orgulha todo o município, uma vez que promove as ideias dos jovens locais e de grande parte da comunidade”.

A Junta disponibilizará, para isso, um orçamento de cerca de 10 mil euros para o projeto vencedor. Os participantes devem entregar as propostas na sede da Junta, que posteriormente serão analisadas por um grupo de júris. Os projetos eleitos serão divulgados pelo executivo que planeia “percorrer escolas e locais habitualmente frequentados por jovens para recolher votos”. “É um projeto de jovens para jovens, uma vez que são eles que criam os projetos e que votam para eleger o mais apelativo”, sublinha o presidente da Junta. As propostas apresentadas devem seguir algumas regras, tais como inserir-se nas áreas temáticas do desporto inclusivo, diálogo intergeracional, inovação cultural e sustentabilidade ambiental, não implicar a construção de infraestruturas e beneficiar mais do que um município. Deste modo, a autarquia ambiciona “solucionar lacunas que os jovens verifiquem na freguesia e que estejam a escapar à atenção do executivo” da Junta.

Este é o primeiro passo daquela autarquia para promover a participação dos jovens na tomada de decisões importantes para a população. “Embora ainda não tenhamos pensado em mais projetos, de momento, as portas da Junta estão sempre abertas para receber os mais novos que queiram conhecer as medidas do executivo e sugerir ideias que melhorem a qualidade de vida de todos os habitantes”, conclui.