Nazarenos cumprem sonho a Cabé de casar pela igreja

Cabé sonhou em juntar os amigos nas escadas do Santuário da Nazaré no dia do seu casamento pela igreja com Nela, a mulher que o acompanha há 38 anos. Deus, com a ajuda da comunidade nazarena, assim quis e o casamento vai acontecer este sábado, às 14:30 horas, na Igreja de Nossa Senhora da Nazaré. Mas a história não é tão feliz quanto parece, uma vez que Carlos Alberto foi diagnosticado com um cancro no fígado, no passado mês de maio, e marcou o casamento com Manuela Soares sem qualquer festa planeada.

“Desde que o Cabé teve o terceiro AVC, em novembro do ano passado, agarrou-se muito a Deus e daí este sonho em casar pela igreja com a Nela, com quem está casado pelo civil há 24 anos”, explicou Sonya Jardim ao REGIÃO DE CISTER, que foi “nomeada” para ser wedding planner do matrimónio, e que fala do “casamento do ano”.

Graças ao vídeo partilhado no Facebook pelo amigo António Henriques, e depois partilhado na plataforma Nazaré Informa e visualizado milhares de vezes, em que foi contada a história do casal pelos próprios, gerou-se uma onda de solidariedade na Nazaré para cumprir o sonho a Cabé em vestir um fato oficial dos jogadores do... SLB no dia do seu casamento e organizar uma festa inesquecível ao casal.

Não só já há fato oficial, oferecido pelo clube, como já estão confirmadas 120 pessoas no Salão de Festas dos Bombeiros, espaço que a Associação Humanitária cedeu para a festa da boda a partir das 21 horas. Sonya Jardim recebeu inúmeros contactos de pessoas interessadas em colaborar ou fazer donativos para a festa do casamento, quer em nome individual ou empresarial. “Começaram por oferecer no restaurante o almoço para os seis filhos, noras e genros, depois ofereceram o porta alianças, o buquê de flores, bacalhau, maquilhagem, cabelereiro – às tantas já dava para ter dez cabelereiros diferentes, pão, lombo e batatas, vinhos, guardanapos, serviço de fotografia, serviço de vídeo, música ao vivo durante a cerimónia e durante a festa”, enumera Sonya Jardim. Tantas que permitiram organizar um casamento com duas semanas de antecedência.