Ricardo Santos deixa Bombeiros de Pataias após 15 anos

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pataias inicia um novo ciclo a 7 de dezembro, com a eleição de novos órgãos sociais e a saída, após 15 anos, de Ricardo Santos como presidente da Direção.

“A saída deve-se essencialmente ao facto de estar há muitos anos à frente do destino desta Associação. Há um desgaste e uma saturação, além de que é necessária uma renovação, com sangue novos e novas ideias”, adianta Ricardo Santos, presidente da Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pataias desde março de 2004. 

O dirigente aponta o novo quartel, inaugurado em abril de 2006, como a grande obra enquanto liderou a Direção. Mas, “muita coisa se fez em 15 anos”, nota o dirigente. Além do novo quartel e auditório, orçado em cerca de um milhão de euros, “renovou-se metade da frota automóvel dos Bombeiros, foram liquidadas dívidas, adquiriu-se muito equipamento e modernizou-se a estrutura com um enorme avanço tecnológico, também com a informatização de todo o sistema“, nota Ricardo Santos. Em termos pessoais, o empresário considera que o cargo de presidente da Direção “foi um contributo para a sociedade e para uma forte causa humanitária”. Ricardo Santos deixa a associação com cerca de 1.800 sócios e um “saldo bancário positivo”.

Entrou para a Direção quando tinha 25 anos, sendo um dos mais novos presidentes de Associações Humanitárias em todo o País. O empresário sai aos 40 anos, à beira de completar 15 anos de casa dos Bombeiros Voluntários de Pataias. 

Durante vários anos, nenhuma outra lista se apresentou a votos, mas na próxima sessão da Assembleia Geral, marcada para o próximo dia 7 de dezembro, deverá fazer-se história. Ao que tudo indica, está a ser formada pelo menos uma lista que pretende suceder aos atuais órgãos sociais para o triénio 2019/2021.