Especialidades do mundo servidas na Cozinha da Ginny

E se lhe dissermos que há um restaurante em São Martinho do Porto que junta caril de camarão angolano, frango na púcara à moda de Alcobaça, cataplana à algarvia e caril vermelho tailandês de camarão no mesmo cardápio? A chef é inglesa, chama-se Virgínia Simmonds, conhecida por Ginny, e abriu a “Cozinha da Ginny” no final do mês passado.

“Adoro cozinhar, passo horas na cozinha e desde cedo percebi que podia ser muito criativa com a diversidade de produtos portugueses que há”, conta a empresária, que durante a infância
residiu em Lagos com a família. “Aos 4 anos fiz a minha primeira sopa de feijão verde. Adorava ir ao quintal e apanhar os legumes da terra“, recorda Ginny, como é carinhosamente tratada.

Abriu o primeiro restaurante em Portugal em 2001, em Vilamoura, e em 2013 investiu num restaurante na Foz do Arelho, que funcionou cerca de dois anos. “Já não tinha capacidade de resposta e como era isto que queria fazer até ao resto da minha vida, decidi apostar num espaço maior. Este, em São Martinho, pareceu-me ser ideal, porque tem uma margem de crescimento muito grande”, explica Virgínia Simmonds, que reside atualmente na Lourinhã.

A Cozinha da Ginny, “que usa produtos nacionais e regionais cozinhados por uma inglesa”, como resume a chef, serve à mesa comida de todo o Mundo. “Numa semana posso cozinhar
comida francesa, na outra tailandesa e na outra portuguesa, tudo depende do meu estado de espírito”, acrescenta a empresária, para quem a qualidade é sempre o ingrediente principal.

Com pratos tradicionais portugueses, pratos vegetarianos e pratos tradicionais de todo o mundo, a empresária garante que “há preços para todas as carteiras, sendo que o menu diário custa apenas 12,50 euros, com três pratos , café e bebida incluídas”.

E se a Cozinha da Ginny pretende agradar a gregos e a troianos, a ideia é, com certeza, atrair “clientes de todo o mundo”, refere a inglesa, que já investiu quase 60 mil euros neste projeto. O restaurante dispõe de uma sala de restaurante, com capacidade para 120 pessoas, um espaço de bar e tapas, onde são servidos cocktails e bebidas, tapas e petiscos, com 30 lugares sentados e ainda uma “garden room”, que alberga mais 40 pessoas. “No verão queremos abrir ainda outro espaço, que servirá para barbecues e que tem capacidade para mais 80 pessoas”. Um jardim para as crianças, “enquanto os pais comem descansados”, é outro dos projetos em carteira da empresária.

Aberta a eventos, jantares temáticos, aniversários, entre outras iniciativas, a Cozinha da Ginny já assegura trabalho a oito pessoas. “Estou a garantir trabalho a jovens que querem trabalhar nesta indústria e ser criativos”, sublinha a chef, que deixa em cada prato a sua assinatura.

“A ideia é ter clientes de todo o Mundo”

De origem inglesa, a empresária que abriu o restaurante em São Martinho do Porto, no final do mês passado, explica o que a levou a abrir a sua cozinha e admite que a Cozinha da
Ginny poderá alargar-se ao resto do País.

REGIÃO DE CISTER (RC) > Porquê um restaurante em São Martinho do Porto?

VIRGINIA SIMMONDS (VS) > A cozinha é a minha vida e sempre passei horas a cozinhar. Depois de ter vivido no Algarve, regressado a Inglaterra e abrir dois restaurantes em Portugal, decidi apostar num projeto mais ambicioso na área da restauração. Este espaço é enorme e tem um parque de estacionamento muito grande, o que me levou a apostar neste negócio.

RC > Quem é o cliente que a Cozinha da Ginny pretende sentar à mesa?

VS > Não há um cliente específico. A ideia é ter clientes de todo o Mundo. Como São Martinho também é um polo de atração de muitos estrangeiros, podemos beneficiar com isso. Mas
além dos estrangeiros, também quero que o português também experimente e venha. E curiosamente o que está a acontecer é que o português pede comidas estrangeiras e o estrangeiro comidas portuguesas.

RC > Onde poderá chegar a Cozinha da Ginny?

VS > Gostava que a Cozinha da Ginny tivesse várias cozinhas pelo País, nomeadamente na Nazaré, em Peniche, em Alcobaça, no Algarve... Agora as energias estão concentradas em São Martinho do Porto, onde o espaço já foi todo requalificado, e que ainda tem muitos projetos para colocar em prática, mas se correr bem, o conceito poderá alargar-se a outros pontos do País.

BI

Designação: 
Cozinha da Ginny na Pyramide
Fundação: 
2015
Administração: 
Virginia Simmonds
Actividade: 
Restauração
Facturação: 
Não aplicável
Principais serviços: 
Restaurante, bar, tapas, café e salão de chá
Sede: 
São Martinho do Porto
Telefone: 
910 772 159
20
A cozinha da ginny na pyramide abriu as portas em São Martinho do porto no passado dia 20 de Março.