Meu Farnel propõe cozinha saudável e vegetariana

Uma das razões que levou Lídia Ramos a abrir o Meu Farnel foi o facto de não encontrar em Alcobaça um local onde pudesse comer bem e de forma saudável, com a opção de comida vegetariana. Desenvolveu, então, um conceito “híbrido”, entre o restaurante e a mercearia de produtos biológicos, onde os clientes podem abastecer o estômago ou o farnel com produtos baseados na dieta mediterrânica.

“Esta é uma oferta alternativa, que prima pela qualidade e pela saúde. Apostamos num forno que permite vários tipos de confeção, até fritar“, adianta a gerente do restaurante, que abriu o Meu Farnel há um ano e meio, no centro da cidade. 

Tudo o que se come no Meu Farnel é feito ali, diariamente. Assim, o farnel inclui sempre quatro diárias, entre as quais um prato vegetariano. As sopas, os sumos naturais, as saladas diversas são outros dos produtos premium do restaurante, que tem conquistado o paladar dos clientes. A par do restaurante, as pessoas também têm a possibilidade de levar a refeição para casa.Foi, aliás, a pensar nesse conceito, que Lídia Ramos batizou o espaço de “Meu Farnel”. “O grande objetivo deste negócio é que os clientes façam a sua encomenda e levem a comida para casa”, explica a empresária, que criou um preço especial para o prato do dia em serviço take away.

“As pessoas têm cada vez mais curiosidade em experimentar comida vegetariana. O nicho é pequeno mas, ainda assim, está a aumentar“, adianta. Mas nem só de serviço de restauração vive o Meu Farnel. Dentro do restaurante, há uma mercearia biológica, onde pode encontrar produtos como cereais integrais, molho de soja, vinagre de maçã, tofú e sal marinho. “Não quer dizer que as pessoas que procurem estes produtos sejam vegetarianas, podem é experimentar substitutos à proteína animal“, considera a gerente.

No estabelecimento é ainda possível encontrar fast food saudável. Que tal um hambúrguer D. Pedro? Ou um taco-quente? “Os nossos hambúrgueres são feitos com carne nobre e pão da padaria, com condimentos 100% artesanais“, garante a chef. Com três postos de trabalho criados e com capacidade para 26 lugares sentados, o Meu Farnel também tem realizado serviços de restauração para eventos, estando preparado para a realização de catering e fornecimento de refeições para empresas.

O Meu Farnel tem promovido diversas atividades no espaço, nomeadamente workshops de hortas verticais e de comida vegetariana. “É mais uma forma de dar a conhecer os conceitos
de uma alimentação saudável”, explica Lídia Ramos. 

Na gaveta dos projetos futuros, a empresária não esconde o desejo de ver a Maçã de Alcobaça assada, rica em macronutrientes, do Meu Farnel, nas prateleiras dos grandes supermercados do País.

“O cliente importa-se com o que come”

Uma alimentação equilibrada e saudável é o mote do Meu Farnel, que tem conquistado um nicho de mercado na região. A gerente do restaurante nota que existe uma maior abertura
dos clientes para estes conceitos.

REGIÃO DE CISTER (RC) > Porquê abrir um restaurante em Alcobaça com este conceito?

LÍDIA RAMOS (LR) > Tudo começou quando fiquei desempregada. Quis retomar a minha experiência em restauração e após alguma pesquisa de mercado, verifiquei que existia uma certa
tendência para a comida saudável e vegetarianismo. Por outro lado, não havia alternativa na zona e decidi apostar num conceito diferente de comida para levar e com o qual me identifico.

RC > Há clientes para este nicho de mercado?

LR > Há uma maior sensibilização para a promoção de uma alimentação saudável, seja vegetariana ou não. Ou seja, apesar do nicho ainda ser pequeno, ainda mais numa cidade pequena
como é Alcobaça, o nicho está a aumentar. Há o cliente que vem por curiosidade e há o cliente que já está sabe para o que vem. O nosso cliente importa-se com o que come e quer degustar uma boa refeição. São pessoas que têm outras experiências gastronómicas e valorizam mais este género de conceitos.

RC > Num setor tão concorrencial, a diferenciação é o principal objetivo?

LR > Claro. Não ia abrir um restaurante de comida tradicional portuguesa só por abrir, seria mais um. Ao abrir o Meu Farnel, com conceitos diferentes dos que existem no mercado da região, tenho outro público e a minha comida é diferente. Tenho sempre a preocupação de confecionar alimentos da época, utilizo muito ervas aromáticas, pouco sal e muito azeite.

BI

Designação: 
Meu Farnel
Fundação: 
2013
Número de Trabalhadores: 
3
Administração: 
Lídia Ramos
Actividade: 
Restauração e venda de produtos biológicos a retalho
Facturação: 
Não divulgada
Principais serviços: 
Confeção de comida saudável, take away e venda de produtos biológicos
Sede: 
Alcobaça
Telefone: 
262 092 788
3,75
euros é o preço do prato do dia que o cliente pode levar de segunda a sexta-feira