Pó d’Arroz destaca-se na área dos tratamentos cosméticos

O Pó d’Arroz do arrozal de Licínia Franco transformou-se num instituto de beleza, sediado em Pataias, que se tem diferenciado pelos tratamentos de cosmética inovadores no mercado.

O conceito de cosmética médico-estética tem sido, aliás, uma grande aposta do Pó d’Arroz, que apresenta tratamentos diferenciadores em problemas como onicomicoses, lesões vasculares, verrugas, hemanglomas, rosáceas e telangiectasias. “São tratamentos, em que não se usam produtos químicos e que têm tido resultados práticos muito eficazes“, adianta Licínia Franco, administradora do Instituto de beleza. 

Depois de ter tirado o curso de estética em Leiria, a esteticista arregaçou as mangas e abriu o seu primeiro espaço comercial, no antigo Centro Comercial China, em Pataias. Foi o “Colombina”, nome do instituto de beleza e estética, que lhe permitiu angariar clientes para em 2001 dar início ao ciclo do  Pó d’Arroz. “Depois de 11 anos a trabalhar nesta área em Pataias, já havia a necessidade de alargar o espaço e disponibilizar mais serviços aos clientes“, recorda a empresária, natural de Pisões.

A depilação definitiva foi um dos serviços que o Pó d’Arroz somou à sua já extensa lista de serviços de cosmética e estética. Mas, como “a estética está sempre a evoluir, sendo que nos últimos anos se registou um grande acréscimo de serviços e produtos nesta área”, também houve a necessidade de acompanhar as tendências e as necessidades do mercado, como testemunha Licínia Franco. Para tal, a empresária tem apostado na realização de cursos específicos na área da beleza e estética. “Em maio, por exemplo, vou frequentar uma formação de pedologia, porque há sempre técnicas e/ou serviços novos a aparecer”, conta a administadora do instituto, que nasceu em Pataias há década e meia.

Recentemente o Instituto de Beleza passou também a contar com consultas de dietética e nutrição e serviços de radiofrequência e cavitação, através da contratualização de prestação de serviços de dois profissionais especializados.

E se a moda das unhas de gel têm sido a nova coqueluxe para o sexo feminino, a pedicure tem conquistado, cada vez mais, adeptos do sexo masculino. Quem o diz é Licínia Franco, notando que “há cada vez mais homens, e na sua maioria, mais velhos, para tratar dos pés, uma vez que existe uma maior consciência para as questões de saúde”.

O instituto, que também comercializa produtos de estética e perfumaria, vai apresentar brevemente aos seus clientes novos projetos e investimentos. Licínia Franco levanta a ponta do véu, revelando que a imagem e o espaço do Pó d’Arroz sofrerão remodelações “para proporcionar um ambiente mais acolhedor e umas instalações mais modernas aos clientes”. Com ou sem pó de arroz, haverá sempre pó de perlimpimpim no “arrozal” daquele instituto.

 

 

"A esteticista não serve só para arrancar pelos"

Nem só de pó de arroz se faz o negócio da estética. A administradora do Instituto de Beleza, sediado em Pataias, enumera os ingredientes do sucesso do seu espaço comercial, fazendo uma retroespetiva das últimas duas décadas e meia, com a bata vestida. 

REGIÃO DE CISTER (RC) > A estética mudou de perfil nos últimos anos?
LICÍNIA FRANCO (LF) > Hoje em dia as pessoas estão mais informadas e é cada vez mais necessário os profissionais estarem a par de tudo o que se passa nesta área. O boom da estética motivou a minha incessante busca pelo conhecimento, daí a minha participação em formações nas mais diversas áreas deste negócio. 

RC > Como se vinga na estética?
LF > Fazendo sempre o melhor. Costumo dizer que o meu lema é “ou faço bem ou não faço”, e isso revela muito do meu trabalho. Gosto e faço questão de explicar tudo tim tim por tim tim ao cliente. Não basta aconselhar a fazer aquele tratamento, é preciso explicar à pessoa o porquê daquele e não outro. O atendimento personalizado e a atenção que tenho para com os meus clientes também têm feito a diferença.    

RC > A profissão de esteticista ainda é o que era há 25 anos?
LF > Mudou muita coisa. Mas a esteticista não serve só para arrancar pelos ou para arranjar e aplicar verniz nas unhas. A profissão de esteticista é muito mais que isso. Um dos principais papéis é observar, perguntar e alertar. Muitas vezes, o cliente “despe-se” física e psicologicamente nestes espaços e é preciso ouvir e encaminhá-los no melhor caminho. 

BI

Designação: 
Pó d’Arroz - Instituto de Beleza
Fundação: 
2001
Número de Trabalhadores: 
1
Administração: 
Licínia Franco
Actividade: 
Estética e cosmética
Facturação: 
Não divulgado
Principais serviços: 
Tratamento de rosto e corpo, manicure, pedicure e depilação
Sede: 
Pataias
Telefone: 
244 580 195
25
É o número de anos que Licínia Franco trabalha como esteticista em Pataias