ADEPA requalifica largo do Pelourinho de Alpedriz

O largo do Pelourinho de Alpedriz, classificado como imóvel de interesse público desde 1933, foi requalificado por iniciativa da Associação de Defesa do Património de Alcobaça (ADEPA), em articulação com a União de Freguesias de Coz, Alpedriz e Montes.

A iniciativa insere-se nas comemorações dos 43 anos da ADEPA, fundada a 8 de julho de 1977, e teve o apoio técnico da Câmara de Alcobaça. “É com um olhar global sobre o território alcobacense que descentralizamos as intervenções culturais da ADEPA”, explica o presidente da associação. Luís Peres Pereira recorda iniciativas anteriores, realizadas em Coz e na Maiorga, e adianta que a próxima intervenção inicidirá sobre património das freguesias de Alfeizerão e da Vestiaria.

Em Alpedriz foram requalificados os muros e bancos do largo do Pelourinho e colocados elementos primitivos daquele monumento histórico. Foram ainda eliminados aquilo que o presidente da ADEPA classifica de aspetos “perturbadores” e “competidores” com o Pelourinho, referindo-se a “três candeeiros de pé alto que lhe faziam frente”. Foi, por isso, colocada nova iluminação e adotada “uma palete de cores que vai ao encontro dos tons do brasão de Alpedriz”, como o azul em torno do relógio de sol, “dando-lhe destaque”, o verde nos bancos de jardim e a cor de tijolo, “que é também a cor do barro, elemento essencial da cerâmica, homenageando, assim, Altino do Couto Ribeiro, ceramista que teve a sua fábrica de cerâmica em frente ao largo”. 

Será ainda colocada sinalética em português e inglês, estando a ADEPA a estudar a possibilidade de acrescentar a informação em braille.