Terça-feira, Maio 30, 2023
Terça-feira, Maio 30, 2023

Cultura: 2015 vincou made in Alcobaça e Nazaré

Data:

Partilhar artigo:

Os concelhos de Alcobaça e da Nazaré são sinónimo de talentos a nível nacional, como ficou evidenciado no ano que está prestes a terminar.

 

Os concelhos de Alcobaça e da Nazaré são sinónimo de talentos a nível nacional, como ficou evidenciado no ano que está prestes a terminar.

O expoente máximo dessa produção cultural é invariavelmente os The Gift, que este ano celebraram 20 anos de carreira com um concerto inédito num Meo Arena que se deixou arrebatar e ainda lançaram um livro.

Região de Cister - Assine já!

A música é a vertente artística mais presente no panorama cultural da região, com a realização de um evento reconhecido internacionalmente e de vários protagonistas com projeção nacional ao longo deste ano como Teresa Radamanto ou Diogo Rico, que concorreram ao Festival da Canção.

Em 2015, o Cistermúsica bateu todos os recordes de participação e assistência, assim como foi a edição mais internacional do reputado festival de música erudita. 

Para além da música, a cultura da região destaca-se no teatro de bonecos, na dança e na pintura. Vamos por partes.

2015 foi o ano mais internacional de sempre para os S.A. Marionetas. A companhia de teatro alcobacense viajou por mais de uma dezena de países de quase todos os continentes e levou os “bonecos” a gente de todas as raças e credos. De assinalar, também, a 18.ª edição do festival Marionetas na Cidade que voltou a ser um sucesso. A novidade foi mesmo a atribuição do “selo de qualidade” da instituição Europe for Festivals, Festivals for Europe, bem como o festival do Cistermúsica. 

O Festival da Canção, emitido pela RTP 1, este ano teve, provavelmente, a maior participação de artistas da região. Em março, o alcobacense Diogo Rico, mais conhecido por Churky, e a nazarena Teresa Radamanto chegaram à final do concurso para determinar o representante de Portugal no Festival da Eurovisão. Os cantores da região não venceram o Festival mas o seu talento teve transmissão em direto e abriu portas ao alcobacense, que já lançou o primeiro álbum, e cimentou a carreira da nazarena no mundo da música.

Na dança, a jovem Francisca Costa Louro mostrou que “é de pequenino que se torce o pepino”. A dançar desde os cinco anos de idade, a alcobacense ganhou, este verão, a medalha de ouro do concurso de talentos da American Academy of Ballet. Este não foi o primeiro reconhecimento do valor da bailarina, que viajou até aos Estados Unidos da América depois de receber a bolsa de estudos da Summer School of Excelence. Quando não está a dar nas vistas no estrangeiro, Francisca pratica a sua paixão na Academia Anarella, em Leiria.

AD Footer

Artigos Relacionados

HC Turquel goleia Entroncamento e sela regresso à elite do hóquei em patins nacional

O HC Turquel goleou o Entroncamento (6-1), numa partida referente à 25.ª e penúltima jornada da Zona Sul...

Despiste rodoviário causa um ferido grave em Évora de Alcobaça

Um despiste rodoviário, ocorrido na tarde desta sexta-feira, na freguesia de Évora de Alcobaça, provocou ferimentos graves a...

HC Turquel: regresso à elite nacional à distância de 1 ponto

1 ponto (apenas 1!) na receção ao Entroncamento no próximo dia 27 de maio (21 horas) garante, de...

Physioclem investe em novas instalações em Alcobaça

Já estão abertas as portas da nova “casa” da Physioclem em Alcobaça, na mesma rua onde há mais...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!