Terça-feira, Junho 18, 2024
Terça-feira, Junho 18, 2024

Educação Alimentar

Data:

Partilhar artigo:

Associamos alimentação saudável a um custo elevado que pressupõe a compra de produtos de muita qualidade ou muito específicos, resultado? Optamos por algo de menor preço em detrimento da qualidade. A verdade é que não tem de ser assim!

É possível promover refeições nutritivas e saudáveis sem “rebentar” o budget familiar; como?

Apostando na educação alimentar em contexto escolar e familiar. Além do saber académico adquirido esta é também uma ótima oportunidade de mostrar a importância de cuidar do corpo e da natureza, de observar a ótica científica, de conhecer o peso comercial da indústria alimentar e de apreender a equacionar a perspetiva financeira associada.

Ter hábitos saudáveis durante a infância é determinante para um futuro cheio de benefícios; é importante educar as crianças de acordo com a qualidade dos alimentos que devem ou não ingerir, para que tenham uma postura equilibrada como consequência e hábitos e rotinas bem estruturadas desde cedo. Falar de crianças implica falar de pais, por isso, alertar e instruir em contexto escolar é o primeiro passo para educar os agentes educativos. A educação alimentar consciencializa sobre o que é necessário e importante na rotina diária e ajuda a escolher de forma autónoma o que trará ou não benefícios à saúde.

Região de Cister - Assine já!

A educação alimentar deve ser ensinada cedo para que em idade adulta se manifeste em qualidade de vida. Como as crianças passam a maior parte do tempo na escola o ideal seria inserir nos currículos um plano de ensino sobre educação alimentar. Mas é preciso ter em conta que alimentarmo-nos bem vai muito além de saber escolher os ingredientes que vão à mesa; a família enquanto agente educativo primordial tem também uma responsabilidade nesta matéria.

Citando Mario Cortella “o que importa é saber o que importa”; e nós sabemos que importa apostar na educação! Debrucemo-nos sobre esta matéria e assumamos o compromisso da mudança. Os números de obesidade infantil são assustadores e a culpa não é das crianças! Cada dia que passa sem resolução é um dia hipotecado no futuro!

AD Footer
Artigo anterior
Próximo artigo

Artigos Relacionados

Futsal: Dupla da Benedita conquista inédito tetracampeonato nacional

Os técnicos Nuno Dias e Paulo Luís, o primeiro residente na Benedita e o segundo natural da freguesia,...

GNR apreende 334 artigos contrafeitos em São Martinho do Porto

O Posto Territorial da Guarda Nacional Republicana (GNR) de São Martinho do Porto apreendeu, esta quinta-feira, em São...

Reportagem do REGIÃO DE CISTER ganha prémio nacional

A reportagem “Tornaram-se autênticos heróis na arte de cuidar dos (seus) heróis”, da autoria do jornalista Rafael Raimundo,...

Menopausa

A negligência na nossa vida reprodutiva, que já agora, só é valorizada quando podemos ter filhos, é uma...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!