Clube Náutico de São Martinho avança com empreitada de remodelação do cais

O Clube Náutico de São Martinho do Porto viu ser aprovada a candidatura para remodelação do cais de São Martinho do Porto de forma a criar “uma boa porta de acesso ao mar”. A empreitada vai ser lançada em concurso público no fim do verão e tem um valor estimado de 184 mil euros, cofinanciada por fundos comunitários e fundos nacionais.

“A entrada para o mar vai ser substituída por outra com uma largura de 2,5 metros, permitindo uma acessibilidade de pequenas embarcações, e a plataforma de acostagem passará para 36 metros, estando preparada para assumir as pequenas embarcações da Escola de Vela e outra parte para qualquer embarcação”, explica Alexandre Quadrio ao REGIÃO DE CISTER.

Numa terceira fase será feita a recolha de dejetos das embarcações e o clube vai apostar numa infraestrutura que terá capacidade de abastecimento de água e eletricidade aos barcos. O projeto também prevê a instalação de bombas de combustíveis e o presidente do Clube Náutico de São Martinho nota que a “ideia é criar um espaço que seja conhecido como um porto limpo ecológicamente e adequado às necessidades”.

“Para esta instalação vão ser demolidas uma rampa  salva-vida e o pontão, um dos causadores dos problemas de assoreamento e na acostagem”, refere o dirigente, notando que será mantido o guindaste com capacidade para três toneladas e será ainda instalada outro com capacidade para uma tonelada.

Alexandre Quadrio aponta o término das obras de remodelação para março de 2021 e para já garantiu que no plano de atividades do clube apenas estão garantidos os cursos de vela. “Estamos à espera das indicações das autoridades para definir o plano de atividades, mas o evento ‘Open Water’ que traz todos os anos centenas de pessoas à vila não se vai realizar “, nota.