João Paulo Ferreira lança CD de memórias e homenagens

“Sonhos e Saudades” é o nome do novo disco do contratenor João Paulo Ferreira. O brasileiro, que reside em Alcobaça há vários anos, confessou ao REGIÃO DE CISTER que o novo trabalho é o concretizar de um sonho e uma viagem de regresso à infância vivida no nordeste do Brasil.

“Na minha vida tudo é música”, revela o cantor de 32 anos, que iniciou o seu percurso na música aos 11 anos, num coro da igreja. João Paulo Ferreira recorda que as melodias ouvidas pelo pai sempre cativaram a sua atenção e foram essas “músicas de amor em tempo da ditadura militar”, que inspiraram este novo álbum. “Este é um trabalho que reúne grande parte dos temas que o meu pai ouvia e que, por essa razão, conta um pouco da minha história de vida”, revela. 

O contratenor sublinha ainda que este é o trabalho “diferente” da sua carreira. “Estou a reunir canções de amor com já alguns anos, na sua maioria escritas por mulheres de grande força e com histórias de vida surpreendentes”, enaltece. Chiquinha Gonzaga, Violeta Parra e Clara Nunes são algumas das intérpretes revisitadas no disco do contratenor, que contém 14 faixas e que termina com o tema “Foi Deus” da fadista Amália Rodrigues. “Faço também uma viagem entre as músicas folclóricas mexicanas, argentinas e venezuelanas e inspiro-me um pouco nas minhas experiências de vida nesses locais”, revela. O tema “Nessa Rua” tem um carinho especial para o contratenor, pois era um dos temas que a avó e a irmã cantavam para o embalar. “Este disco é uma espécie de autobiografia musical”, brinca.

Além da escolha do reportório, também a adaptação da voz aos temas apresentados foi um grande desafio na criação do trabalho. “A voz do contratenor é muito androgena e a maioria dos temas do CD são cantados por mulheres, pelo que foi um desafio sair da minha zona de conforto sem abandonar o registo lírico”, confessa.

O disco será apresentado em Alcobaça hoje e do concerto, o público pode esperar “uma noite muito diferente, de sonho, saudade e lembrança”. Nas suas palavras, o concerto do Cine-teatro de Alcobaça será “um monólogo musical em que também serão interpretados poemas”. 

O palco estará decorado com cenários criados por Luís Peças, parceiro de palco de João Paulo Ferreira na dupla “Encanto Contratenores”. “Será uma oportunidade única e acredito, humildemente, que as pessoas vão gostar da diversidade e das mensagens do CD”, nota.

Após a apresentação do disco em Alcobaça, João Paulo Ferreira ruma a Porto de Mós, Santarém, França e Inglaterra. “Estou em constante transformação e apesar de estar satisfeito com o que alcancei espero fazer sempre melhor e conseguir levar a minha voz pelo mundo”, conclui.