Um Par de Cinco reaviva tradição de teatro em Mira de Aire

E por que não reavivar a tradição do teatro em Mira de Aire? Foi exatamente isso que “Um Par de Cinco”... amigos fez há oito anos. A paixão pela arte de representar uniu o grupo de teatro amador que, desde então, tem sido muito profissional na sua missão de fazer rir os outros.

As primeiras peças foram sendo apresentadas, a recetividade do público foi muito boa e o grupo mirense foi crescendo... No verão de 2015, “Um Par de Cinco” teve a oportunidade de participar, pela primeira vez, no Festival de Teatro de Rua de Porto de Mós e a partir daí a atividade intensificou-se, conquistando um lugar no lote de grupos de teatro amador de referência do concelho de Porto de Mós. 

Esgotar salas já é o normal para este grupo de atores. As mais recentes apresentações da peça “Zangam-se as comadres descobrem-se a verdades”, na Casa da Cultura de Mira de Aire, em que metade do valor da bilheteira reverteu, como é habitual, a favor de uma associação da freguesia, voltaram a lotar... em duas sessões. A mesma peça também fez o público “rir à gargalhada” na 15.ª edição do festival de teatro “Teatremos”, que decorreu no Cine-teatro de Porto de Mós e que “excedeu as expetativas” da apresentação do grupo da edição anterior deste festival. 

“O que mais nos motiva, além da paixão que temos pelo teatro, é ver o entusiasmo do público enquanto estamos a representar”, conta ao REGIÃO DE CISTER Vanessa Mendes, atriz amadora, integrante do grupo Um Par de Cinco. “Fazer rir os espetadores e ver o seu reconhecimento é gratificante e dá-nos ainda mais vontade de continuar a trabalhar e de querer aprender cada vez mais”, acrescenta. 

Um Par de Cinco, que tem já doze peças escritas e realizadas, conta com 16 elementos, com idades entre os 10 e os 60 anos. Uma diversidade de idades que favorece a partilha de conhecimentos e a troca de experiências. “Cada vez temos mais crianças e jovens interessados em iniciar o teatro e a querer integrar no nosso grupo”, salienta a jovem mirense. “Todos os que tenham interesse em juntar-se a nós são muito bem-vindos”, convida. “Queremos incutir o gosto pelo teatro a cada vez mais pessoas”, defende Vanessa Mendes. 

O grupo, que integra uma secção do Rancho Folclórico, faz agora uma pausa nas representações para se dedicar aos ensaios da próxima edição do Festival de Teatro de Rua, que decorrerá entre os meses de julho e agosto em Porto de Mós.