Sábado, Julho 2, 2022
Sábado, Julho 2, 2022

Projeto de alcobacense vence bolsa de pós-doutoramento

Data:

Partilhar artigo:

Um projeto focado na compreensão dos atuais ambientes de trabalho valeu à alcobacense Ana Junça Silva a atribuição de uma bolsa de pós-doutoramento Marie Curie. 

Um projeto focado na compreensão dos atuais ambientes de trabalho valeu à alcobacense Ana Junça Silva a atribuição de uma bolsa de pós-doutoramento Marie Curie. Com um prémio monetário no valor de 170 mil euros, a doutorada em Gestão, com especialização em Gestão de Recursos Humanos e Comportamento Organizacional, ambiciona desenvolver o projeto e, deste modo, apoiar empresas no desenho de novas práticas de gestão de recursos humanos.

“Affective work-related daily events, and changing characteristics of the work context: New challenges for management practices to deliver employees’ well-being and workplace performance” é o título do projeto desenvolvido ao longo dos últimos meses pela investigadora, de 39 anos, e que tem um objetivo muito simples: melhorar a situação laboral nas empresas nacionais e, quiçá, do mundo. “De modo geral, é um projeto focado na compreensão dos atuais ambientes de trabalho, na forma como isso leva ao surgimento de determinados acontecimentos diários no trabalho, e a forma como afeta o bem-estar e desempenho dos profissionais”, revela ao REGIÃO DE CISTER a galardoada.

Embora estivesse consciente da qualidade do trabalho desenvolvido, a alcobacense recorda que foi “com muita surpresa” que recebeu o email de confirmação da vitória. “Não estava muito confiante que seria premiada… Até porque é um prémio extremamente difícil de alcançar, uma vez que é de nível europeu e candidatam-se cerca de 15 mil pessoas”, informa, sublinhando que apenas 10% dos projetos avaliados recebem um prémio. “Confesso que quando recebi o email a dizer que o meu projeto tinha sido premiado, nem estava a acreditar pelo difícil que é conseguir esta bolsa”, acrescenta.

O feito torna-se (ainda) mais impressionante visto que é a primeira vez que a alcobacense concorre a esta bolsa de apoio ao desenvolvimento de projetos de investigação individuais. “Concorri pela primeira vez à bolsa Marie Curie, mas já submeti alguns outros trabalhos a concurso quer a nível nacional [promovido pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia], quer no âmbito internacional [tendo arrecadado já um prémio no âmbito do Horizonte 2020: Programa Comunitário de Investigação & Inovação].

Assim, Ana Junça Silva revela já estar pronta para colocar mãos à obra e iniciar os trabalhos, que incluem também parcerias entre o Instituto Universitário de Lisboa e a Universidade de Barcelona. O desenvolvimento do projeto será conciliado com as responsabilidades enquanto docente universitária na área da Gestão de Recursos Humanos, no Instituto Universitário de Lisboa, no Instituto Politécnico de Tomar, na Universidade Lusófona e no Instituto Superior Miguel Torga (em Coimbra). No currículo da alcobacense constam também diversas publicações em revistas internacionais, bem como participações em livros na área do bem-estar e felicidade no trabalho. Devido aos trabalhos desenvolvidos na área, Ana Junça Silva é convidada recorrente em várias conferências internacionais onde a performance profissional e o stress laboral são alguns dos temas em debate por especialistas.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Aluno da Escola D. Pedro I conquistou 1.º prémio nas Olimpíadas da Cultura Clássica

António Maria Jorge, aluno da Escola Básica 2,3 D. Pedro I de Alcobaça, ganhou o 1.º prémio nas...

Futsal: Uma década de “ouro” coroada com o 25.º título

O Sporting revalidou o título nacional, no passado sábado, depois de vencer o Benfica (4-3) no terceiro jogo...

Vai uma “jogatana” de padel?

Pode parecer estranho, mas esta história sobre o padel começa a ser contada por um treinador de... futsal....

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!