Casa mortuária de Alcobaça assaltada com defunto no interior

A Casa Mortuária de Alcobaça foi assaltada, na madrugada desta sexta-feira, com um defunto no interior, que terá sido profanado.

"Ao que tudo indica parece ser mais um caso de vandalismo do que propriamente um assalto, porque não há nada para roubar na Casa Mortuária de Alcobaça", adiantou ao REGIÃO DE CISTER a presidente da União das Freguesias de Alcobaça e Vestiaria, que gere o espaço. Isabel Fonseca contou ainda que "os assaltantes deixaram beatas de cigarro na rua e estragaram a máquina de café", lamentando a suposta profanação do corpo, que considera de um "ato inqualificável".

O funeral da mulher de 88 anos, natural de Valado dos Frades, que estava marcado para esta sexta-feira às 16 horas, teve de ser adiado para a manhã de sábado. 

As autoridades estão a investigar o caso. Desconhece-se, para já, o valor do prejuízo do assalto, que foi feito através do arrombamento da porta.