Quarta-feira, Junho 29, 2022
Quarta-feira, Junho 29, 2022

Humberto Delgado homenageado na Cela Velha

Data:

Partilhar artigo:

No dia em que se comemora os 41 anos da revolução dos cravos, na Cela Velha conjugou-se a assinalação do cinquentenário da morte de Humberto Delgado com a inauguração das obras de requalificação da praça com o seu nome.

No dia em que se comemora os 41 anos da revolução dos cravos, na Cela Velha conjugou-se a assinalação do cinquentenário da morte de Humberto Delgado com a inauguração das obras de requalificação da praça com o seu nome.

A família do General Sem Medo juntou-se aos locais e aos visitantes numa homenagem a uma das maiores figuras do combate à ditadura do Estado Novo. A cerimónia começou com a interpretação do Hino Nacional pela Academia de Música de Alcobaça e prosseguiu com as palavras de Iva Vieira, afilhada de Iva Delgado, e Frederico Delgado Rosa, neto de Humberto Delgado.

“A Cela Velha orgulha-se de Humberto Delgado”, começou por dizer Frederico Delgado Rosa, antropólogo de vocação e professor universitário de profissão. O neto do General referiu que a localidade da freguesia da Cela era o “local que Humberto Delgado mais gostava” e onde se sentia mais em casa. O presidente da Junta, Paulo Mateus, e o presidente da Câmara, Paulo Inácio, tiveram oportunidade de saudar a memória e a importância da figura de Humberto Delgado e congratularam-se pela concretização do projeto de melhoramento da praça. As homenagens foram saudadas pelos ares com os já habituais sobrevoos de aviações do Aeroclube de Leiria, que animaram os céus acinzentados.

Depois das cerimónias protocolares na Praça, a homenagem prosseguiu no edifício “A Fábrica”, instalações do Rancho Papoilas do Campo da Cela Velha, com a apresentação do livro “Meu Pai, o General Sem Medo – Memórias – de Iva Delgado”. Coube ao nazareno Álvaro Laborinho Lúcio, ministro da Justiça em 1990, apresentar o livro de Iva Delgado e fê-lo com natural eloquência, destacando a importância deste livro: “esta obra fala da história pequena que ajuda a perceber a história maior que todos conhecemos que é o trabalho de Humberto Delgado”.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

A leste, algo de novo: o despertar dos impérios

Gostaria de estar mais otimista. Porém, os últimos desenvolvimentos à volta da  Guerra na Ucrânia não me permitem...

Hóquei em patins: Biblioteca conquista torneio de encerramento em Tomar

A equipa de sub-15 da Biblioteca conquistou o torneio de encerramento depois de vencer o Sp. Marinhense (10-4),...

Casal de americanos escolheu Alcobaça para ajudar emigrantes

”Portugal the Place” é o nome da empresa de consultoria gerida por um casal de americanos em... Alcobaça. Colleen...

Concurso Mundial de Bruxelas distingue quatro vinhos de Alcobaça

Os vinhos Montecapucho Arinto 2017, da Quinta dos Capuchos, e Mula Velha Rose 2021, da Parras Wines, foram...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!