Sábado, Agosto 13, 2022
Sábado, Agosto 13, 2022

Lord of Confusion apresentam videoclip gravado no Capitólio

Data:

Partilhar artigo:

Os Lord of Confusion vão apresentar no Dia das Bruxas (sábado), “Witchmantia”, gravado no Teatro Capitólio, em Lisboa. 

Os Lord of Confusion vão apresentar no Dia das Bruxas (sábado), “Witchmantia”, gravado no Teatro Capitólio, em Lisboa.

O mais recente trabalho da banda de Danilo Sousa (guitarra), natural de Pataias, Nelson Figueiredo (bateria), do Juncal, e Carlota Sousa (teclado e voz) e João Fonseca (baixo), de Leiria, passará a estar disponível em formato físico, numa edição limitada, e em formato digital nas redes sociais e plataformas de streaming.

“A gravação deste videoclip surgiu de um convite feito pelos nossos amigos Fuzzil que gravaram no mesmo dia”, adianta o baterista da banda ao REGIÃO DE CISTER. “O videoclip é produzido por João Fonseca e Leonardo Baptista e o ‘artwork’ foi realizado através de uma colaboração entre Danilo Sousa, Carlota Sousa, Pedro Neves e Marco Gomes”, acrescenta Nelson Figueiredo.

“O tema é inspirado no filme dos anos 60 Witchfinder General e mostra uns Lord Of Confusion mais maduros e com um estilo mais definido”, explica João Fonseca. “É, sem dúvida, o resultado de muitas horas juntos onde todos os instrumentos têm um ponto fulcral para contar a história que queremos”, nota. A banda estava a organizar, na noite de Halloween, um concerto em formato live session, do qual participavam também os grupos Manferior, Misleading. No entanto, devido ao estado de calamidade que o País atravessa, o evento teve que ser adiado, com data ainda por definir. 

Os Lord of Confusion começaram a dar os seus primeiros passos em meados de 2018. O local dos ensaios é uma antiga casa de pedra e cal no Juncal, restaurada pelo pai de Nelson Figueiredo, que pertenceu a um padre e que foi incendiada durante as invasões francesas.

“Começámos por nos juntar aos fins de semana e a apresentar pequenos concertos e mais tarde decidimos gravar o EP Burnin’ Valley”, recorda Danilo Sousa. João Fonseca foi o quarto elemento da Lord of Confusion. “Quando entrei para a banda já estavam a decorrer as gravações do Burnin’ Valley e tive logo de acelerar o passo porque já o comboio ia muito à minha frente”, conta o baixista, entre risos. 

A sonoridade dos Lord of Confusion assenta num registo lento, “stoner-doom”, que “hipnotiza quem os ouve”. Com concertos cancelados nos passados meses devido à situação epidemiológica que o mundo enfrenta, o grupo espera regressar aos palcos no próximo ano.

“Infelizmente tem havido muita falta de apoio na vida artística e cultural durante esta fase que estavamos a travessar”, lamenta Nelson Figueiredo. “Por outro lado, esta situação tem-nos desafiado e dado a oportunidade para explorar e promover o trabalho ao nível digital”, conclui.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Quartel dos Bombeiros de Alcobaça equipado com telhado novo

Prosseguem a bom ritmo as obras de melhoramento do quartel dos Bombeiros de Alcobaça que recebeu, nas últimas...

Futsal: Ribaria volta a disputar a Divisão de Honra

A Ribafria está de regresso à Divisão de Honra distrital na próxima temporada. Os tefes foram convidados a...

Igreja da Cruz da Légua e Moitalina volta a celebrar eucaristia após intervenção

A Igreja da Cruz da Légua e Moitalina voltou a receber a celebração da eucaristia após a conclusão...

Festival do Caracol levou mais de 1.500 pessoas ao quartel dos Bombeiros de São Martinho do Porto

A 9.ª edição do Festival do Caracol, organizado pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de São Martinho do...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!