Cemitérios abertos na região mas com regras apertadas

Reconhecendo que se trata de uma data em que tradicionalmente se presta homenagem aos familiares sepultados, as autarquias de Alcobaça, da Nazaré e de Porto de Mós decidiram manter em funcionamento os cemitérios, sob a sua jurisdição, no próximo fim de semana, assegurando no entanto as normas de segurança emitidas pela Direção-Geral da Saúde (DGS), quer no interior, como nas entradas e saídas.

O Cemitério Municipal de Alcobaça vai manter-se aberto com o horário de funcionamento alargado. Deste modo, no próximo sábado o espaço pode ser visitado entre as 8 e as 12 horas e as 13 e as 17 horas. No dia seguinte o cemitério abre portas às 8 horas e encerra às 17 horas. O limite máximo de ocupação do cemitério municipal será de 50 pessoas em simultâneo, sendo permitida a presença de apenas 2 pessoas por campa/jazigo (exceto se forem coabitantes). A permanência no interior do cemitério deve obedecer ao tempo máximo de 30 minutos e a utilização de luvas e de máscara são obrigatórias. Os restantes cemitérios do concelho estarão igualmente abertos nos termos definidos pelas autarquias locais.

Por sua vez, a Câmara da Nazaré tomou medidas para manter o espaço “aberto e em segurança” entre amanhã e o próximo domingo. Assim no Cemitério da Pederneira está autorizada a permanência de 50 pessoas em simultâneo, que devem abandonar o local após 45 minutos. O local será vigiado por uma equipa de segurança privada. “Seria desejável que as pessoas se deslocassem ao cemitério para prestar a sua homenagem a entes queridos, preferencialmente, nos dias anteriores a estas datas, evitando, dessa forma, ajuntamentos, que são legalmente desaconselhados neste período que vivemos”, apela a vereadora com o pelouro dos Cemitérios na Câmara da Nazaré.

Em Porto de Mós as medidas adotadas são semelhantes. Entre amanhã e a próxima segunda-feira, os cemitérios estarão abertos das 9 às 17 horas. As entradas e saídas serão reguladas, sendo a permanência limitada a 30 minutos e a duas pessoas por sepultura. A utilização das casas de banho estará suspensa e a autarquia recomenda que as “pessoas dos grupos mais vulneráveis não se desloquem ao cemitério nestes dias”.