Cercina avança com orçamento participativo para próximo ano

A Cercina (Cooperativa de Ensino e Reabilitação de Crianças Inadaptadas da Nazaré) vai avançar com a implementação de um orçamento participativo para 2015, tendo destinado uma verba de 3 mil euros para desenvolver atividades propostas pelos clientes no âmbito do Centro de Atividades Ocupacionais (CAO) e do projeto “Qualificar para a inclusão” (QI). 
O presidente da Direção da Cercina, Joaquim Pequicho, fala de uma medida “inovadora” e de “complexidade acrescida” para os serviços da instituição, mas “fundamental para contribuirmos para a implementação da Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência”.
“Consideramos importante promover espaços de auto-representação e de capacitação dos clientes das respostas de CAO e QI”, salienta o dirigente, que considera o orçamento participativo “um mecanismo de democracia participativa, voluntária, no âmbito do qual o cliente pode contribuir diretamente para a definição das atividades e para o respetivo orçamento da Cercina”.