Cooperativa projeta Granja de Cister para outros concelhos

A Cooperativa Agrícola de Alcobaça faz um balanço positivo do primeiro ano da Granja de Cister, admitindo expandir o projeto para outros concelhos da região.

“A Granja de Cister é um projeto conseguido que se sustenta financeiramente e que alcançou muita projeção”, garantiu Manuel Castelhano, presidente da Cooperativa Agrícola de Alcobaça, este sábado, durante as comemorações do primeiro aniversário da loja. “Muito em breve, vamos pensar numa expansão da Granja para outros concelhos. A deslocalização para grandes cidades terá que ter em atenção outro tipo de estrutura e de afirmação, com a certeza que essas decisões de gestão têm retorno”, justificou  ao REGIÃO DE CISTER Manuel Castelhano.

O primeiro ano da Granja de Cister foi “um ano difícil em que houve muito trabalho”, explicou o presidente, acrescentando que “como a cooperativa não tinha experiência na área, foi necessário desenvolver uma luta que cumprisse os princípios de um produto regional com total qualidade e segurança alimentar”.

A “montra do melhor produto produzido pela agricultura de Alcobaça”, como Manuel Castelhano define a Granja, “é um projeto aberto a novos produtores e produtos tradicionais”, reforçou o dirigente, afirmando que “existe a preocupação em diferenciar os produtos”.

Durante as comemorações, foi ainda apresentada a máquina debulhadora e enfardadora de trigo que esteve na origem da cooperativa e que foi, recentemente, reparada. “A máquina vai ficar em exposição nas instalações da Cooperativa como um monumento, porque foi ela que desencadeou a criação da associação”, assinalou Manuel Castelhano.