UFPM aposta em novo site para aproximar comunidade

A União de Freguesias de Pataias e Martingança (UFPM) apresentou no dia 24 o website e aplicação móvel da autarquia. O objetivo das plataformas digitais é “aproximar o executivo da comunidade e identificar as necessidades dos eleitores”. 

A apresentação decorreu no Clube Desportivo Pataiense e reuniu vários populares, que não esconderam a curiosidade face às iniciativas apresentadas pela Junta. 

“Este era um projeto há muito ambicionado por nós, executivo, pois embora já existisse um website, estava bastante desatualizado e não ia de encontro ao que queremos promover: a proximidade com a população”, declarou Valter Ribeiro, presidente da União de Freguesias de Pataias e Martingança ao REGIÃO DE CISTER. Através do novo site, os internautas terão acesso a informações de cariz turístico, a um espaço dedicado ao cidadão (onde constam informações sobre espaços comerciais, escolas e serviços municipais) e a programação cultural das freguesias. “O objetivo é manter o cidadão o mais informado possível, quer a nível cultural como de serviços que podem ser encontrados nas freguesias de Pataias e Martingança”, acrescenta. 

A grande inovação da plataforma está na aplicação móvel, que pode ser adquirida, de forma gratuita. Através da aplicação, os fregueses podem fotografar um problema da via pública (danos no pavimento, intervenções camarárias urgentes e até acidentes rodoviários) e reportar de forma imediata ao executivo, através de coordenadas GPS. 

“Há uma permuta de informação quase imediata, que permitirá identificar necessidades da população e dar uma resposta mais eficaz”, assevera Valter Ribeiro. A aplicação envolve também a corporação de bombeiros local, que será informada pela comunidade de sinistros rodoviários e incêndios florestais, através de uma coordenada exata. “Embora esta funcionalidade ainda não esteja operacional, brevemente será possível usufruir dela e creio que será um passo muito importante”, reitera o autarca. 

O projeto digital da União de Freguesias foi desenvolvido ao longo de um ano e para Valter Ribeiro “é o concretizar de uma ambição há muito presente e o avançar da tecnologia e da sociedade”. “Esta aplicação e o website tornam possível um contacto permanente com a comunidade, que deve fazer uso da mesma para ajudar a melhorar as nossas freguesias”, conclui o presidente da Junta. 

O evento contou ainda com a apresentação do projeto “Eu sou Floresta”, uma adaptação da obra literária, musical e multimédia inspirada em aspetos ambientais, históricos e culturais afetos ao Pinhal de Leiria e imediações. O executivo foi desafiado pela comunidade a levar o projeto, classificado de “máxima pertinência”, às escolas da região como forma de educar das gerações mais novas sobre importância da preservação da floresta.