Futsal: O desejado regresso do técnico... papa-títulos

Rogério Serrador escrevia, no passado dia 11 de setembro, nas redes sociais que o regresso ao banco de suplentes estava para breve.

Para desejo de alguns que se apressaram em responder se “ainda demorava muito”, a espera foi curta. Um mês depois, o técnico nazareno, de 38 anos, assinou pelo F. Zêzere e colocou fim a um interregno de dois anos, depois de um ciclo ininterrupto de 16 anos, entre Pederneirense, Concha Azul, formação e seniores do CCDS Casal Velho e Fátima.

Nos primeiros três meses, Rogério Serrador aproveitou para descansar de um ciclo intenso de projetos, mas rapidamente o amor à modalidade falou mais alto.

“Sou viciado no treino e em tudo o que engloba, desde a criação do exercício, a operacionalização, a execução... tudo me fascina, e tudo isso me faltou”, revela o nazareno ao REGIÃO DE CISTER, acrescentando que durante os dois anos em que esteve inativo aproveitou para se dedicar inteiramente à família. 

Ainda que durante esse período nenhum convite apelasse o suficiente para regressar, o técnico manteve a convicção de que iria voltar e continuou a “aprendizagem” para estar pronto quando o dia do regresso chegasse. “Estava nos meus planos voltar ao ativo, por isso mantive-me focado e atualizado. O trabalho não podia parar”, atira.

O nazareno acabaria por ter dois convites, mas a escolha recaiu sobre o F. Zêzere, numa proposta que ficou acertada em apenas dois dias.

“Quando deixei o Fátima decidi que não queria prosseguir com um projeto que fosse inferior. O patamar no Fátima era excelente, e entendi que não queria dar um passo atrás. Foi arriscado, mas felizmente o momento chegou”, aponta o técnico que iniciou a carreira aos 19 anos.

No novo clube, os objetivos passam pela subida à Liga Placard, que falhou na época passada já na fase decisiva, e para almejar a elite nacional, a escolha de técnico Rogério Serrador deverá revelar-se certeira.

É que apesar de em 2017 ter ficado a um triunfo da subida com o Fátima, o nazareno é também conhecido como o técnico papa-títulos. E quando assim é, o sonho dos 8.619 habitantes daquele concelho do distrito de Santarém pode mesmo tornar-se realidade.

Alcunha faz adeptos sonharem...

Rogério Serrador, ou técnico papa-títulos como também ficou conhecido, faz sonhar os adeptos do F. Zêzere.

No CCDS Casal Velho, no qual esteve entre 2005 e 2013, o nazareno liderou os escalões de formação do CCDS Casal Velho a cinco títulos na formação e a outros três troféus nos seniores, que guiou dos distritais aos nacionais. 

Já no Fátima, clube que representou entre 2014 e 2018, ganhou o campeonato, taça, supertaça e duas taças de Honra distritais, orientou o clube aos quartos-de-final da Taça de Portugal e fez sonhar com a subida à 1.ª Divisão nacional, na temporada 2016/17.