Domingo, Novembro 27, 2022
Domingo, Novembro 27, 2022

Saiba o que vai mudar com o hotel no Mosteiro

Data:

Partilhar artigo:

Nunca o sonho de alguns alcobacenses de ver instalado um hotel de luxo no Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça pareceu tão perto de concretizar-se. No próximo ano, deverá ser aberto o concurso público para determinar o concessionário, que deverá gerir o espaço durante 50 anos.

Nunca o sonho de alguns alcobacenses de ver instalado um hotel de luxo no Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça pareceu tão perto de concretizar-se. No próximo ano, deverá ser aberto o concurso público para determinar o concessionário, que deverá gerir o espaço durante 50 anos.

Consciente do impacto económico da instalação do hotel no monumento para o concelho, a Câmara de Alcobaça encomendou um estudo à empresa Ideias Maiores. Nesse trabalho, a que o REGIÃO DE CISTER teve acesso, foi feita uma avaliação técnica, económica e financeira de um estabelecimento hoteleiro na envolvente ao Claustro do Rachadouro.
Neste primeiro relatório, o foco do estudo baseou-se na definição das áreas a ocupar pelo hotel, resultando desta valiação uma divisão de espaços que permitem perspetivar o programa funcional do equipamento turístico. O trabalho, pode ler-se no documento, foi feito em “estreita articulação com a Direção Geral do Património Cultural (DGPC), entidade gestora do conjunto monumental”. Só numa segunda fase se irá analisar os custos de intervenção e os potenciais apoios públicos existentes (fundos comunitários).
A principal entrada para o hotel deverá ser efetuada pela Rua Silvério Raposo, tendo como apoio o parque de estacionamento a criar. Além desta, prevê-se outra entrada pela Rua D. Pedro V, esta pedonal, condicionada a um horário a definir entre o concessionário e a DGPC (ver infografia).
Como já se tornou público, o estabelecimento hoteleiro terá capacidade para cerca de 80 quartos. Número que atingirá os níveis de rentabilidade económica compatíveis com os investimento exigíveis. Numa segunda fase, a Ideias Maiores propõe que se ensaiem duas soluções. As experiências deveriam situar-se nos 1.º e 2.º pisos das alas Norte e Nascente e no 2.º piso da Ala Poente. O acolhimento e receção estão previstos para o rés do chão da Ala Nascente. 
Face à inviabilidade da localização da cozinha, áreas técnicas, lavandaria e instalações para funcionários fora do Mosteiro, junto à zona de estacionamento, aponta-se o rés do chão da Ala Poente (entre Claustros) para estas funções. A área de restauração deverá ocupar três espaços na Ala Sul (rés do chão e 1.º piso), com fácil ligação às cozinhas. 
O perfil deste hotel exige a criação de espaços polivalentes vocacionados para a realização de conferências, congressos, reuniões, workshops, apresentação de produtos e jantares. A empresa aponta para estas funções três espaços na Ala Sul e um na Ala Poente como preferenciais “candidatos”.
Um estabelecimento hoteleiro de perfil elevado tem de ter obrigatoriamente áreas de lazer. Assim, o Jardim do Obelisco, que ultimamente tem sido discutido, assume protagonismo. Este deverá ser usufruído não só pelos hóspedes como pelos turistas que visitam o Mosteiro. Não menos importantes são os Terraços de origem cistercienes, que deverão acolher uma piscina coberta e spa, podendo manter-se como espaço nde usufruto e estadia aberto ao público.
No rés do chão da Ala Norte, adjacente à rua D. Pedro V, deverão ser instaladas atividades concessionadas que se adequem ao perfil do monumento e do estabelecimento comercial, como lojas, cafés e livraria.
A Câmara de Alcobaça acredita que com este estudo e a abertura do concurso público o processo público se desenrole mais rapidamente.

Região de Cister - Assine Já!

 

AD Footer

Artigos Relacionados

Hélder Roque assume direção clínica das clínicas do Grupo H Saúde

Hélder Roque é o novo diretor clínico da Clínica das Olhalvas- Leiria, da Policlínica Central da Benedita e...

Orquestra Típica e Coral de Alcobaça voltou aos palcos três anos depois

Depois de cerca de três anos com a atividade suspensa, a Orquestra Típica e Coral de Alcobaça voltou...

Degustação de vinhos e sabores locais apreciada por 1 milhar de pessoas no Vimeiro

A “I Degustação de vinhos e sabores da terra”, evento promovido pelo Círculo de Arte, Cultura e Desporto...

Ana Pagará reconduzida como diretora do Mosteiro de Alcobaça

Ana Pagará foi reconduzida no cargo de diretora do Mosteiro de Alcobaça, para uma comissão de serviço de...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!