Terça-feira, Agosto 9, 2022
Terça-feira, Agosto 9, 2022

‘O céu desce à terra’ no Mosteiro de Alcobaça

Data:

Partilhar artigo:

“Uma exposição que se veste de esperança, magia e sonhos, mostrando a paixão Lusitana num dos seus mais extraordinários monumentos, o Mosteiro de Alcobaça”. É apenas uma das definições da mostra ‘O céu desce à terra’, de Cristina Rodrigues, que inaugura este sábado no monumento e pode ser apreciada até dia 31 de agosto, entre o dormitório, a cozinha e, pela primeira vez, na Igreja.

“Uma exposição que se veste de esperança, magia e sonhos, mostrando a paixão Lusitana num dos seus mais extraordinários monumentos, o Mosteiro de Alcobaça”. É apenas uma das definições da mostra ‘O céu desce à terra’, de Cristina Rodrigues, que inaugura este sábado no monumento e pode ser apreciada até dia 31 de agosto, entre o dormitório, a cozinha e, pela primeira vez, na Igreja. Uma exposição inédita inserida nas comemorações dos 25 anos do Mosteiro como Património da Humanidade (Unesco) e a maior da sua carreira. 

‘O céu desce à terra’, com curadoria de Paulo Longo, reflete a paixão de Cristina Rodrigues pelo Mosteiro de Alcobaça, que guarda os túmulos dos dois amantes mais celebrados da história portuguesa, D. Pedro e Inês de Castro. Envoltos pelo “mais belo cenário edificado de calcário e sonhos, sonhos de todos os que em outros tempos talharam suas pedras e daqueles que hoje visitam o Mosteiro”. 

É a grande paixão pelo passado que inspira a artista plástica e arquiteta Cristina Rodrigues, que expôs recentemente na Catedral de Manchester, a desenhar a maior exposição de sempre. A artista dedica a sua exposição aos dois amantes mais celebrados da história de Portugal, numa obra intitulada ‘Os amantes’, que poderá ser visitada na mágica cozinha do mosteiro. “A cozinha é lugar onde se constrói o amor, pois o ato de cozinhar é o exercício desse amor dedicado aos que nos são mais próximos. Na cozinha alimentam-se as relações do espírito e do corpo”, testemunha Cristina Rodrigues. 

A sua obra, que tem viajado por vários museus e catedrais no mundo, constrói-se de esperança, vestindo objetos esquecidos no tempo com luxuosos e coloridos têxteis. A artista reflete sobre Portugal contemporâneo, sobre as suas gentes, cores e ausências, construindo em suas obras uma imagem renovada do seu País.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Cinco feridos após despiste de viatura que causou incêndio rural em Alfeizerão

Cinco pessoas ficaram feridas na sequência de um despiste de uma viatura, na tarde desta sexta-feira, na localidade...

Nazarena Raquel Libório eleita Best Face Teen Mundial 2022

Raquel Libório, natural da Nazaré, foi eleita Best Face Miss Teen Mundial 2022. A distinção da jovem nazarena, de...

Francesinhas à moda do Porto são a mais recente novidade em Turquel

O café/snack-bar “Mira-Serra”, em Turquel, tem um novo “sabor”. Tudo porque, há três meses, o espaço, agora com...

Atelier do Doce remodela casa para criar projeto inovador

A “casa” do Atelier do Doce tem estado em obras. Com a ampliação para mais 1.500 metros quadrados,...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!