Sexta-feira, Junho 21, 2024
Sexta-feira, Junho 21, 2024

Nazaré baixa tarifários da água e saneamento

Data:

Partilhar artigo:

Os Serviços Municipalizados da Nazaré (SMN) vão baixar os tarifários da água e saneamento, com efeitos a partir de 1 de setembro e até 31 de dezembro. 

Os Serviços Municipalizados da Nazaré (SMN) vão baixar os tarifários da água e saneamento, com efeitos a partir de 1 de setembro e até 31 de dezembro. 

A deliberação foi tomada na sequência da alteração dos preços praticados pela Águas de Lisboa e Vale do Tejo, o sistema multimunicipal que agregou os anteriores sistemas, entre os quais o sistema multimunicipal do Oeste.

Região de Cister - Assine Já!

A decisão foi anunciada, esta semana, pela maioria socialista na Câmara, com o presidente Walter Chicharro a justificar a opção de “adequar a redução de preço praticado pela Águas de Lisboa e Vale do Tejo ao município nos tarifários para os munícipes”. 

O vereador Belmiro Fonte (PSD) salientou que, com aquela medida, a autarquia está “a abdicar de proveitos, quando daqui a uns anos terão de ser investidos milhões de euros” na rede. O social-democrata alertou o executivo para não se repitirem “erros que se cometeram no passado, que é fazer política com a água”. 

Em resposta, o chefe do executivo deixou um “obrigado” ao antigo vereador de Jorge Barroso “por reconhecer que foram cometidos erros” no passado e que os investimentos na rede “serão feitos à medida das capacidades dos SMN”, com recurso a fundos comunitários.

António Trindade (Grupo de Cidadãos Independentes) também reconheceu que “houve erros no funcionamento geral dos anteriores executivos”, mas considerou que a “gestão” dos SMN foi positiva, sobretudo após os aumentos dos tarifários que se aplicaram em 2010. “Os senhores tiveram o privilégio de herdar uma situação financeira positiva dos Serviços Municipalizados”, frisou o vereador, que obteve pronta resposta de Walter Chicharro. 

“Serve-me de pouco a compensação de os SMN estarem equilibrados, quando depois a Câmara está perfeitamente desequilibrada”, frisou o socialista, refutando ainda a ideia de que a dívida do município “está enterrada” devido aos investimentos na rede, por considerar que a mesma “carece” de uma profunda remodelação, dando como exemplo o Reservatório do Sítio, que “fruto de desinvestimentos” está a necessitar de uma intervenção profunda, defendendo ainda que os aumentos “exponenciais” dos tarifários podiam ter sido feitos “de forma gradual”.

AD Footer

Artigos Relacionados

Construção de nova ponte do Rio da Areia está (finalmente) no terreno

Há dois anos e meio que não há forma de atravessar o Rio da Areia, em Valado dos...

Lucas Ribeiro viverá primeira aventura no andebol espanhol

O Atlético Valladolid é o novo clube do pataiense Lucas Ribeiro, ele que deixa o Póvoa AC, da...

Ausência de candidaturas motiva criação de uma comissão admistrativa nos Bombeiros

Estava marcada para a passada sexta-feira uma assembleia geral para a eleição de uma nova Direção da Associação...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!