Quarta-feira, Maio 29, 2024
Quarta-feira, Maio 29, 2024

Por dentro da HCTv

Data:

Partilhar artigo:

Muito antes do surgimento da BTV ou da SportingTV já outro grande clube tinha a sua própria televisão. A HCTv nasceu de uma brincadeira de um grupo de jovens adeptos do HC Turquel e desde 2008 transmite, através de streaming, os jogos da equipa principal dos Brutos dos Queixos. O canal ainda não está disponível em plataformas como a NOS ou o Meo, mas tem uma audiência fiel e no passado sábado recebeu a visita do REGIÃO DE CISTER, que foi espreitar a emissão do HC Turquel-Juv. Viana.

 

Muito antes do surgimento da BTV ou da SportingTV já outro grande clube tinha a sua própria televisão. A HCTv nasceu de uma brincadeira de um grupo de jovens adeptos do HC Turquel e desde 2008 transmite, através de streaming, os jogos da equipa principal dos Brutos dos Queixos. O canal ainda não está disponível em plataformas como a NOS ou o Meo, mas tem uma audiência fiel e no passado sábado recebeu a visita do REGIÃO DE CISTER, que foi espreitar a emissão do HC Turquel-Juv. Viana.

Cerca de uma hora antes do apito inicial já Carlos Lourenço e Marco Vicente, os principais “rostos” do projeto, se mostram atarefados no pavilhão. O primeiro é o responsável pelos aspetos técnicos, como a inserção dos oráculos, ou seja, das imagens gráficas que ajudam os seguidores a melhor perceberem as incidências da partida, mas também da estabilização da emissão. O segundo é o “faz-tudo” que assegura que a televisão do clube continua a cumprir a sua missão, que passa por “divulgar o HC Turquel e dar visibilidade a uma modalidade que perdeu importância nas últimas décadas e que era muito querida dos portugueses”. 

Região de Cister - Assine já!

Curiosamente, nenhum dos dois praticou hóquei em patins, mas ambos são apaixonados pelo clube da terra e estão disponíveis para ajudar. Carlos Lourenço, de 20 anos, já foi funcionário do HC Turquel e frequenta o curso de Marketing de Comunicação em Abrantes, mas ao fim de semana volta a casa e ao pavilhão. Enquanto prepara no Photoshop os ficheiros com a indicação dos marcadores dos golos e das incidências da partida, conclui a ligação dos cabos à mesa de mistura e assegura que há internet no portátil. É com recurso ao programa Wirecast que garante o sinal da câmara que, por sua vez, chegará ao monitor do pc, do tablet ou do telemóvel das centenas de pessoas que, habitualmente, assistem às emissões. “Em média temos 600, 700 utilizadores em cada jogo, mas nos jogos com os grandes já chegámos a ter 1.700 utilizadores”, afirma, orgulhoso, este jovem natural da Lagoa das Talas e que praticou futebol durante 14 anos, ao serviço da U. Turquel e Beneditense.

Entre 600 a 700 utilizadores assistem semanalmente aos jogos do HC Turquel em direto através de livestreaming. Nos jogos grandes o número pode mais do que duplicar. Para uma boa transmissão seriam necessárias seis pessoas, mas na HCTv há jogos em que o trabalho é feito apenas por duas pessoas…

Na HCTv não há um estúdio e a régie está montada no topo da bancada central, numa estrutura criada aquando da realização da final-four da Taça de Portugal, em 2014. No ponto mais alto encontra-se o homem que irá filmar a partida e que assumiu as rédeas de um projeto que “estava em risco”. Marco Vicente trabalha em gestão, mas dispõe-se a fazer “o que é necessário para ajudar o clube”. “Há uns tempos faltava um motorista e então fui tirar a formação necessária. Quando senti que a HCTv estava em risco, decidi agarrar o projeto”, conta o “operador de câmara”, que explica que os pavilhões dos clubes “não estão preparados” para as transmissões a nível nacional e também a nível internacional. Até já teve de transmitir um jogo da Taça CERS em Espanha e partilhar a cabine com o… cronometrista de serviço. Para assegurar uma “boa transmissão”, Marco Vicente considera serem necessárias seis pessoas, mas há jogos em que o trabalho é feito apenas por duas pessoas. “É um esforço em prol do clube e da modalidade e que é muito recompensador”, assevera.

Já faltam menos de dez minutos para o jogo começar e o narrador Elvis Raimundo e o comentador Gonçalo Coelho, treinador da Alcobacense, ainda não estão nos postos de reportagem. Mas, como sempre acontece, estará tudo a postos quando o árbitro iniciar a partida. 

Foi há três anos que Elvis Raimundo se juntou à televisão dos Brutos dos Queixos. A experiência de fazer relatos na BeneditaFM deu-lhe o à-vontade necessário para agarrar no microfone, mas a técnica utilizada é diferente. “Em rádio temos de contar toda a jogada, enquanto na televisão devemos dar mais ênfase apenas aos lances importantes”, resume o locutor, que valoriza o projeto. “A televisão do HC Turquel é a imagem do clube e, nessa medida, queremos fazer o melhor trabalho possível. Sabendo que somos amadores, queremos fazer um trabalho profissional”, resume o homem que narra os jogos caseiros.

Fora de portas cabe a José Pedro fazer a narração. Este colaborador do clube acompanha a equipa para todo o lado e, por isso, reconhece que “por vezes é difícil ser imparcial” nos comentários que faz. “Procuro fazer o melhor possível e ser rigoroso na análise”, diz este antigo treinador campeão nacional de infantis (1997/98) que se inspira “nos relatos das rádios e televisões nacionais” para “adaptar expressões” ao seu relato e que grita desalmadamente quanto o seu HC Turquel faz um golo. No passado sábado, gritou na vitória por 5-2, mas fê-lo na bancada. Para o ouvir na HCTv basta assistir ao próximo jogo.

 

 

 

 

 

 

 

AD Footer

Primeira Página

Artigos Relacionados

Alcobaça tem quatro farmácias que apoiam famílias em situação de carência

Quatro farmácias do concelho de Alcobaça integram o Programa abem: Rede Solidária do Medicamento, da Associação Dignitude, que...

Tradições ribeirinhas recriadas para dar mais vida à Cela Velha

A vida na Cela Velha não é propriamente um corrupio, mas, uma vez por ano, e há 36...

Praias de Água de Madeiros, Légua, Pedra do Ouro e Salgado mantêm selo Zero Poluição

A Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável divulgou, na passada semana, a lista de praias classificadas como Zero...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!