Terça-feira, Janeiro 31, 2023
Terça-feira, Janeiro 31, 2023

Aníbal Freire faz de Alcobaça a capital do acordeão

Data:

Partilhar artigo:

Alcobaça vai tornar-se na capital internacional do acordeão já a partir deste sábado e até ao dia 15 de maio. E muito por culpa da paixão pela música e amor pelo instrumento que Aníbal Freire sente há já muitos anos, “desde pequenino”. 

Alcobaça vai tornar-se na capital internacional do acordeão já a partir deste sábado e até ao dia 15 de maio. E muito por culpa da paixão pela música e amor pelo instrumento que Aníbal Freire sente há já muitos anos, “desde pequenino”. 

Esse sentimento materializa-se, já a partir do próximo sábado, na 20.ª semana internacional do acordeão, no 21.º troféu nacional e no 2.º troféu internacional. Tudo a acontecer em Alcobaça. De facto, a cidade vai receber vários concertos de acordeão, espalhados por vários locais, e todos com entrada gratuita. Trata-se, no fundo, de “remar contra a maré”, confessa Aníbal Freire. Ainda assim, o acordeonista não se cansa de trazer “alguns dos maiores virtuosos do instrumento” para que o público de Alcobaça “beneficie do contacto com alguns dos melhores do Mundo”. O próprio Aníbal Freire chegou, aliás, a ser considerado por duas vezes o melhor acordeonista do mundo.

Região de Cister - Assine já!

A semana do acordeão é inaugurada com um concerto, no sábado pelas 21:30 horas, da Orquestra Típica e Coral de Alcobaça, do Duo Paris-Moscovo, de Bayan Quartet e de Tino Costa. O evento tem lugar no Cine-teatro João d’Oliva Monteiro. No dia seguinte, o festival viaja até Peniche para voltar a apresentar o Duo Paris-Moscovo.

Um dos pontos altos da semana para os alcobacenses é, talvez, o concerto que João Barradas vai apresentar em conjunto com o tubista Sérgio Carolino, um filho da terra. A conjugação da tuba com o acordeão acontece no Cine-teatro de Alcobaça, na próximo quarta-feira, pelas 21:30 horas.

Até ao final da semana do acordeão, a Sala do Capítulo, no Mosteiro de Alcobaça, acolhe dois concertos. O primeiro, da responsabilidade de Yuri Shishkin, um dos melhores acordeonistas da atualidade no dia 12 pelas 21:30. O segundo evento no interior do Mosteiro conta com Sinisa Ljubojevic, Anna Kryshtaleva e Hanzhi Wang, no dia 13 também pelas 21:30 horas. Estes são os vencedores do concurso de Castelfidardo, em Itália, cujo prémio contempla nada mais, nada menos do que a possibilidade de atuar em Alcobaça. Segundo Aníbal Freire, esta é a prova de que o “festival é muito valorizado” fora de portas e, por isso, pode e deve ser aproveitado pelo público alcobacense.  

 

AD Footer

Artigos Relacionados

Andar com o escritório numa mão

Fábio Filipe tinha duas opções: passar das funções de club manager para área manager de um clube de...

‘Dragão’ Stephen Eustáquio marca e conquista Taça da Liga de futebol

Stephen Eustáquio teve papel bastante importante ao apontar o primeiro golo na vitória que deu ao FC Porto...

Oonify abre espaço dedicado à formação na Nazaré

A Oonify abriu, recentemente, na Nazaré, um novo espaço de formação, a que chamou de "Oonify Space". O novo...

Sons Com(n)Sentidos ouvem-se agora nos cavaquinhos e percussão da Cercilei

Em cima do palco, os homens apresentam-se de suspensórios, as mulheres levam uma bandolete na cabeça. Todos vestem...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!