Quinta-feira, Julho 7, 2022
Quinta-feira, Julho 7, 2022

Humberto Delgado dá nome a Aeroporto de Lisboa

Data:

Partilhar artigo:

O Aeroporto de Lisboa passou, desde a manhã deste domingo, a ser chamado Humberto Delgado, em homenagem ao General Sem Medo, considerado um dos pais da aviação nacional.

O Aeroporto de Lisboa passou, desde a manhã deste domingo, a ser chamado Humberto Delgado, em homenagem ao General Sem Medo, considerado um dos pais da aviação nacional.

No dia que marca os 110 anos do nascimento de Humberto Delgado, o aeroporto de Lisboa acolheu uma cerimónia simbólica que contou com a presença de Marcelo Rebelo de Sousa, presidente da República, António Costa, primeiro-ministro, e familiares de Humberto Delgado. A figura do General Sem Medo foi elogiada amplamente, caracterizada como um “arrojado, sonhador e pioneiro” pela figura maior do Estado. Já o líder do governo defendeu que a renomeação do Aeroporto de Lisboa é um “ato de justiça histórica”.

Na região, mais propriamente na Cela Velha, a efeméride não poderia passar sem ser assinalada. O Rancho Folclórico e Etnográfico Papoilas do Campo organizou um colóquio com o tema “General Humberto Delgado, o 25 de Abril e a Liberdade”, agendado para o dia em que também se comemoram os 40 anos do monumento erigido pelo escultor José Aurélio em honra ao General Humberto Delgado. Na sessão discutiu-se a necessidade de “ainda hoje se debater a importância da liberdade”, nas palavras de Joana Tornada, investigadora de história contemporânea. O colóquio contou, ainda, com as participações de Domingues Nunes Pereira, coronel da Força Aérea, Isabel Xavier, presidente da Associação Património Histórico, José Luís de Almeida Silva, diretor da Gazeta das Caldas, Mário Correia, conservador do Museu do Ar e Manuel Freire, cantor que ficou celebrizado por dar voz a Pedra Filosofal, poema de António Gedeão.

A decisão de renomear do Aeroporto de Lisboa foi tomada por unanimidade, em Conselho de Ministros do passado dia 11 de fevereiro. O ministro das Infraestruturas, Pedro Marques, justificou a escolha como “justa” pelo facto de Humberto Delgado ter tido “um papel muito relevante na área da aviação civil”, acrescentando que o aviador presidiu à fundação da TAP.

Humberto Delgado é natural de Torres Novas mas adotou a Cela Velha, freguesia da Cela, como a sua casa, e foi uma das figuras mais marcantes da oposição à ditadura Salazarista.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Central-periférica abre portas em Alcobaça a artistas em situação de risco

Um dos edifícios do centro histórico de Alcobaça está a dar “teto” a artistas internacionais. É ali, mais...

Dois detidos por tentativa de furto a residência em Famalicão

O Comando Territorial de Leiria, através do Posto Territorial da Valado dos Frades, deteve esta terça-feira dois homens...

Futebol: Ginásio fica pelas meias-finais no Inatel

O Ginásio caiu nas meias-finais do taça nacional da Fundação Inatel. Os azuis soçobraram na deslocação ao reduto...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!