Segunda-feira, Junho 24, 2024
Segunda-feira, Junho 24, 2024

Gin produzido em Alcobaça ganha concurso internacional

Data:

Partilhar artigo:

O ”Azor Gin Reserva”, produzido na Zona Industrial do Casal da Areia pela Drinks & Flavours, foi premiado com a medalha de ouro, na “super” categoria de gin envelhecido, no The International Wine and Spirit Competition (IWSC), competição que este ano decorreu em São Francisco, nos Estados Unidos.

 

O ”Azor Gin Reserva”, produzido na Zona Industrial do Casal da Areia pela Drinks & Flavours, foi premiado com a medalha de ouro, na “super” categoria de gin envelhecido, no The International Wine and Spirit Competition (IWSC), competição que este ano decorreu em São Francisco, nos Estados Unidos.

“Azor Gin Reserva” é um gin com origens açorianas, destilado na Zona Industrial do Casal da Areia pela única portuguesa master distiller, Marta Pinto. A bebida premiada trata-se de um “gin dry premium” com notas de zimbro e cardamomo sujeito a 11 destilações individuais. “O produto tem características distintas devido à sua composição de 11 botânicos e a um diferenciador estágio do seu blend de seis meses em barricas de casco de carvalho do Gerês – Portugal”, descreve a empresa, em comunicado. 

Região de Cister - Assine já!

Este gin, o primeiro reserva português, foi lançado no dia 1 de janeiro deste ano, com uma edição limitada de 1.715 garrafas numeradas, que esgotou em menos de 90 dias. A segunda edição estará brevemente disponível no mercado, já identificada com a medalha de ouro.

Marta Pinto esteve ligada  ao lançamento do primeiro gin português e agora lidera o seu próprio projeto, o Azor – um gin premium, que já é chamariz para turistas nas lojas francas dos aeroportos. Com apoios da Câmara da Ribeira Grande, o primeiro Azor chegou ao público em abril do ano passado. O Azor chegou numa garrafa com a forma da guitarra portuguesa, azul como o mar e com a ave que dá o nome ao arquipélago dos Açores representada a verde. 
Os ingredientes obtidos no arquipélago, ou seja, o ananás, o limão galego e a raiz de angélica, sujeitos a cinco destilações com a base de zimbro e o cardamomo, deram popularidade ao gin, uma vez que é o único do mundo a utilizar o ananás na sua destilação. 

O nome “azor” inspira-se na ave encontrada pelos navegadores e pretende homenagear os descobrimentos portugueses, em especial os Açores. Mas é, no concelho de Alcobaça, que Marta Pinto e Dário Simãozinho gerem a empresa Drinks & Flavours, detentora da marca Azor, que pretende valorizar o que de melhor se faz em Portugal e mostrar a qualidade dos produtos portugueses.

 

AD Footer

Artigos Relacionados

Construção de nova ponte do Rio da Areia está (finalmente) no terreno

Há dois anos e meio que não há forma de atravessar o Rio da Areia, em Valado dos...

Lucas Ribeiro viverá primeira aventura no andebol espanhol

O Atlético Valladolid é o novo clube do pataiense Lucas Ribeiro, ele que deixa o Póvoa AC, da...

Ausência de candidaturas motiva comissão admistrativa nos Bombeiros da Benedita

Estava marcada para a passada sexta-feira uma assembleia geral para a eleição de uma nova Direção da Associação...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!