Sábado, Julho 13, 2024
Sábado, Julho 13, 2024

Forno de cal demolido para construção de habitação

Data:

Partilhar artigo:

Um forno de cal centenário situado em Pataias-Gare foi, recentemente, demolido para dar lugar a uma habitação. 

Um forno de cal centenário situado em Pataias-Gare foi, recentemente, demolido para dar lugar a uma habitação. A denúncia foi feita pelo historiador Tiago Filipe, que lamenta a perda de mais um dos fornos de cal da União de Freguesias de Pataias e Martingança.

O terreno onde estava o forno foi vendido a “pessoas não residentes no concelho” que ali querem construir uma habitação. “Este era um dos fornos mais antigos na União de Freguesias de Pataias e Martingança e o único que tinha uma entrada em ‘v’ invertido, como numa pirâmide”, explica Tiago Filipe, que tem acompanhado vários trabalhos de identificação e inventariação do património.

Região de Cister - Assine já!

Recentemente, uma equipa de investigação da Universidade do Porto (UP), liderada pelo arqueólogo Ricardo Silva, inventariou mais de três dezenas de fornos de cal no norte do concelho de Alcobaça. Segundo o arqueólogo, os fornos de cal de Pataias são um “aglomerado único de fornos no País” e o trabalho de inventariação pode dar origem a um museu. Valter Ribeiro, presidente da União de Freguesias de Pataias e Martingança, mostrou “abertura” para a concretização deste projeto.

AD Footer

Artigos Relacionados

O Caminho da mudança

por vezes, pode parecer impossível mudar; mas isso acontece unicamente até “ser feito Teresa Radamanto Este mês apraz-me discutir a...

Obras de arte em pedra evocam Salgueiro Maia

As instalações da MVC – Portuguese Limestones serviram de palco a uma sentida homenagem a Salgueiro Maia, na...

Futebo de praia: Sótão goleia e mantém registo 100% vitorioso na elite

É certo que já tem presença confirmada, pelo segundo ano consecutivo, na fase decisiva da Divisão de Elite....

Futebol: U. Turquel volta às competições seniores da AF Leiria 14 anos depois

Em 2010, jogava-se num pelado em Turquel, e as infraestruturas não eram o que são hoje. A formação...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!