Terça-feira, Junho 18, 2024
Terça-feira, Junho 18, 2024

Andebol: Árbitro Francisco Remígio chega à elite

Data:

Partilhar artigo:

Francisco Remígio fez a estreia como árbitro da 1.ª Divisão de andebol, ao dirigir, com Miguel Mendes, o Fermentões-FC Porto (17-41) da 3.ª jornada, tornando-se, assim, no primeiro árbitro da região a apitar no escalão principal.

 

Francisco Remígio (à direita) fez a estreia como árbitro da 1.ª Divisão de andebol, ao dirigir, com Miguel Mendes, o Fermentões-FC Porto (17-41) da 3.ª jornada, tornando-se, assim, no primeiro árbitro da região a apitar no escalão principal.

O nazareno, que começou no mundo arbitragem “a sério há cinco anos”, explica que esta primeira nomeação para a 1.ª Divisão “é o reflexo de muitos anos de trabalho, de muitas regras e comportamentos analisados“ à qual se junta “o sentimento de dever cumprido“. 

Região de Cister - Assine já!

Árbitro de nível C, Francisco Remígio considera-se “um apaixonado pela modalidade“ e assume que o seu ex-treinador Vítor Santos “Mané” é o “grande responsável” por esta paixão e que só seguiu carreira no mundo da arbitragem também “por incentivo de Eurico Nicolau”, um dos mais reputados juízes nacionais e natural da Marinha Grande, que, de resto, continua a “acompanhar a carreira”. “Dá-me conselhos e falamos muito sobre a arbitragem”, frisa.

Depois de tirar o curso de árbitro (há 16 anos) esteve vários anos sem apitar, até que “um dia estava a trabalhar e o Eurico Nicolau ligou a perguntar se tinha o curso e se queria ir apitar o NazaréCup”. Desde então, começou também no andebol de praia e não mais parou de apitar. Agora o objetivo passa por se ”manter no topo e ser lembrado como alguém que ajudou a modalidade“.

O juiz iniciou-se no andebol ao serviço da AR Planalto, clube pelo qual guarda “um carinho especial”. “Lamento que o clube tenha deixado a modalidade”, refere o também antigo jogador do antigo D. Fuas e do Nazarenos, que integrou várias seleções regionais. De resto, esses “anos de experiência enquanto jogador ajudaram bastante a perceber e interpretar cada lance“, frisa Francisco Remígio, que enquanto treinador, liderou também várias equipas da formação no Planalto e no D. Fuas. Foi também o primeiro português a assumir funções de Delegado Internacional de andebol de praia, estatuto ao qual acedeu com o apoio da Beyond Academy, a cuja responsável, Dina Rolo, agradece na aprendizagem do Inglês.

AD Footer

Artigos Relacionados

Futsal: Dupla da Benedita conquista inédito tetracampeonato nacional

Os técnicos Nuno Dias e Paulo Luís, o primeiro residente na Benedita e o segundo natural da freguesia,...

GNR apreende 334 artigos contrafeitos em São Martinho do Porto

O Posto Territorial da Guarda Nacional Republicana (GNR) de São Martinho do Porto apreendeu, esta quinta-feira, em São...

Reportagem do REGIÃO DE CISTER ganha prémio nacional

A reportagem “Tornaram-se autênticos heróis na arte de cuidar dos (seus) heróis”, da autoria do jornalista Rafael Raimundo,...

Menopausa

A negligência na nossa vida reprodutiva, que já agora, só é valorizada quando podemos ter filhos, é uma...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!