Sábado, Agosto 13, 2022
Sábado, Agosto 13, 2022

Futebol: Goleadores da região no campeonato de Portugal

Data:

Partilhar artigo:

Os campeonatos nacionais seniores encontram-se suspensos devido à covid-19, mas já se disputaram quase dois terços da temporada no Campeonato de Portugal. O REGIÃO DE CISTER observou o percurso dos jogadores da região a atuarem no último escalão nacional e desenhou o pódio de marcadores. O alcobacense Miguel Baptista (Amarante) lidera com 9 golos marcados, com o sãomartinhense João Silva (U. Leiria) e o alcobacense Danny Esteves (Fátima) a ocuparem as 2.ª e 3.ª posições, respetivamente, com 7 e 4 golos cada.

Os campeonatos nacionais seniores encontram-se suspensos devido à covid-19, mas já se disputaram quase dois terços da temporada no Campeonato de Portugal. O REGIÃO DE CISTER observou o percurso dos jogadores da região a atuarem no último escalão nacional e desenhou o pódio de marcadores. O alcobacense Miguel Baptista (Amarante) lidera com 9 golos marcados, com o sãomartinhense João Silva (U. Leiria) e o alcobacense Danny Esteves (Fátima) a ocuparem as 2.ª e 3.ª posições, respetivamente, com 7 e 4 golos cada.

Miguel Baptista começou a temporada ao serviço do Sp. Espinho, na série B, no qual se foi afirmando como finalizador, com 3 golos, embora seja médio…” As coisas têm corrido bem e tenho tido a felicidade de marcar muitos golos” conta ao REGIÃO DE CISTER. O bom início de época chamou a atenção do Amarante que o acabaria por contratar.

“Foi uma proposta muito tentadora e não podia recusar”, disse o marcador oficial de bolas paradas pelo clube. O jogador, que se iniciou no Ginásio e já jogou na 1ª Liga pela U. Leiria, segue na temporada mais eficaz como sénior, tendo já apontado 6 tentos ao serviço da nova casa, mas quer mais. “O Amarante é um grande clube, mas quero novos desafios, numa divisão acima talvez…”.

O mesmo sentimento é partilhado pelo sãomartinhense João Silva, que em fevereiro trocou o Armacenenses, na série D, para regressar à U. Leiria, na série C, casa na qual se destacou na formação. 
“Estou pronto para jogar com os melhores e para subir de patamar”, afirma o jovem, de 22 anos, que chegou, treinou e foi titular na cidade do Lis. Em três jogos, o esquerdino fez parte do 11 inicial em todos, mesmo que nem jogue na posição que mais aprecie.

A formação leiriense joga num sistema tático com cinco defesas e sem extremos, o que obrigou João Silva a adaptar-se. “Não jogo nas alas, como estou mais habituado, mas consegui adaptar-me bem às mudanças”. Apesar de ainda não ter marcado pela U. Leiria, os 7 golos que apontou pela formação algarvia do Armacenenses valem-lhe a 2.ª posição do pódio.

A fechar o pódio surge Danny Esteves, que apesar de não estar a cumprir uma época especialmente promissora, já marcou 4 golos pelos fatimenses. “Não está a ser a minha melhor temporada, mas acredito que é apenas uma fase menos positiva”, desabafa o avançado, relembrando a primeira experiência internacional que teve ao serviço dos romenos da Academina Clinceni no passado verão.

“A minha estada foi enriquecedora, mas acabei por não conseguir ganhar o meu lugar e decidi voltar a Portugal dois meses depois”, lembra, destacando que a aposta pelo Fátima surgiu pela necessidade de estar perto da família. “Há dois anos que estava longe e optei por voltar esta época”, notou o alcobacense, que se destacou no Praiense.

Nesta edição do campeonato de Portugal, Danny Esteves marcou 4 golos, porém não está a competir devido ao momento que se vive no clube. “Os salários estão atrasados e se os campeonatos reatarem não sei se continuarei a jogar pelo clube”, confessa, sem esconder o desejo de novos voos. “Acredito que os outros clubes não se vão basear apenas nesta temporada”, completa.

Os concelhos de Alcobaça, Nazaré e Porto de Mós contam com mais jogadores neste escalão. O beneditense André Perre (Marinhense) já apontou  2 golos na competição, enquanto o nazareno Juvenal Oliveira (Caldas) continua em branco. No caso dos guardiões portomosense Wison Soares (L. Lourosa) e do alfeizerense Rui Oliveira (Caldas) é mais difícil fazerem golo…

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Quartel dos Bombeiros de Alcobaça equipado com telhado novo

Prosseguem a bom ritmo as obras de melhoramento do quartel dos Bombeiros de Alcobaça que recebeu, nas últimas...

Futsal: Ribaria volta a disputar a Divisão de Honra

A Ribafria está de regresso à Divisão de Honra distrital na próxima temporada. Os tefes foram convidados a...

Igreja da Cruz da Légua e Moitalina volta a celebrar eucaristia após intervenção

A Igreja da Cruz da Légua e Moitalina voltou a receber a celebração da eucaristia após a conclusão...

Festival do Caracol levou mais de 1.500 pessoas ao quartel dos Bombeiros de São Martinho do Porto

A 9.ª edição do Festival do Caracol, organizado pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de São Martinho do...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!