Terça-feira, Julho 5, 2022
Terça-feira, Julho 5, 2022

Voleibol: GD Martingança encerra secção por falta de apoios

Data:

Partilhar artigo:

O GD Martingança decidiu encerrar a secção de voleibol devido à falta de apoios devido à crise desportiva provocada pela pandemia da Covid-19.

O GD Martingança decidiu encerrar a secção de voleibol devido à falta de apoios devido à crise desportiva provocada pela pandemia da Covid-19.

“Neste período de pandemia e pré-temporada, sofremos um rude revés no que aos patrocinadores diz respeito, com um corte de cerca de 90% que nos obrigou a repensar toda a estratégia. Somando a isto as indefinições relativamente à possibilidade de público nas bancadas que não nos dá garantia de receitas extraordinárias”.

“A sustentabilidade financeira do projeto foi sempre o grande pilar que assentava, acima de tudo, na organização de eventos desportivos de verão que nos permitiram, temporada após temporada, apoiar novos jovens na sua formação e construir equipas seniores masculinos e femininas capazes de alcançar os objetivos do clube”, reiteram.

O clube enviou o primeiro email à Câmara de Alcobaça a 17 de maio por forma a iniciar um diálogo sobre eventuais soluções para o futuro do desporto, notando que procuraram “estabelecer um contato com as entidades locais responsáveis a fim de perceber as medidas previstas para responder aos problemas dos clubes. Não solicitámos qualquer verba, não fizemos qualquer pedido, apenas queríamos compreender a posição da Câmara”,  explicou o clube em comunicado, acrescentando que até esta terça-feira, dia em que foi formalizado o encerramento da atividade desportiva, não obtiveram qualquer resposta oficial.

“Levámos, em todas as épocas, equipas de formação às finais nacionais, organizando em conjunto com a UFPM um desses eventos, que trouxe à Martingança centenas de atletas e milhares de adeptos. Fomos campeões da 3.ª Divisão nacional, numa fase final por nós organizada na Martingança. Mantivemo-nos épocas consecutivas na 2.ª Divisão com o intuito de possibilitar aos nossos atletas da formação, que em 2020-2021 chegariam pela primeira vez ao escalão de seniores, ter um objetivo e poder disputar um campeonato competitivo”, relembram.

O clube, que há sete anos reativou uma modalidade então extinta no concelho lamenta ainda ter construído um “plantel capaz de lutar pelas vitórias e, quem sabe, lutar pelos lugares da subida de divisão”.

“Trabalhámos muito para alcançar feitos históricos para o clube, formámos centenas de jovens cívica e desportivamente, organizámos eventos que levaram mais longe o nome do concelho, da Câmara Municipal, da União de Freguesias, da Vila e do Clube. Fomos distinguidos pela qualidade da nossa formação a nível Municipal e Federativo”, recorda ainda o emblema do concelho de Alcobaça.

Durante este período o clima de instabilidade desportiva tem pautado o dia-a-dia dos clubes e a secção do GD Martingança foi apenas um dos primeiros casos. Adivinham-se tempos complicados.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Colisão entre motociclo e veículo ligeiro provoca um morto na Nazaré

Um homem, de nacionalidade inglesa, morreu esta segunda-feira na Nazaré, na sequência de uma colisão entre um motociclo...

Uma “tasca” em alta rotação movida a gasolina e… caracol

Costuma dizer-se que quem anda à velocidade do caracol não chega propriamente rápido ao destino. Mas, por paradoxal...

Jovem detido por furto a residência em São Martinho do Porto

Um jovem de 25 anos foi detido, no dia 29 de junho, por furto em interior de residência...

Duas empresas de Alcobaça distinguidas como “Gazela 2021”

A construtora A.B. Inácio, LDA, sediada na Benedita, e a fabricante HC - Caixilharia LDA, localizada na Cela...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!