Terça-feira, Julho 5, 2022
Terça-feira, Julho 5, 2022

Pandemia obrigou ao adiamento de 145 consultas e reduziu afluência às urgências em Alcobaça

Data:

Partilhar artigo:

Foram canceladas ou adiadas 145 consultas no Hospital de Alcobaça Bernardino Lopes de Oliveira (HABLO), entre os meses de março e maio, período referente ao confinamento em Portugal motivado pela pandemia de Covid-19. Já a afluência às urgências naquela unidade hospitalar caiu para menos metade.

Foram canceladas ou adiadas 145 consultas no Hospital de Alcobaça Bernardino Lopes de Oliveira (HABLO), entre os meses de março e maio, período referente ao confinamento em Portugal motivado pela pandemia de Covid-19. Já a afluência às urgências naquela unidade hospitalar caiu para menos metade.

De acordo com os dados revelados pela unidade hospitalar ao REGIÃO DE CISTER, o recolhimento obrigatório resultou numa diminuição de 5,3% das consultas face ao que seria expectável em 2020.

No que respeita ao número de atendimentos realizados no serviço de urgência do HABLO, no período de março a julho do presente ano, verificaram-se 5.489 atendimentos face a 10.138 atendimentos no período homólogo de 2019. Deste modo, foi registada uma redução de 54% na afluência aos serviços de urgência em Alcobaça.

A pandemia provocou ainda alterações no funcionamento do HABLO. “Todo o hospital teve de ser reorganizado, quer em termos de espaços, quer em termos de processos”, revela fonte do Centro Hospitalar de Leiria, que integra o HABLO. Foram criadas áreas específicas para receber e tratar doentes Covid-19, que foram centralizados no Hospital de Santo André, ao nível de urgência e internamento, foi criada uma área de triagem provisória no exterior no Hospital de Santo André e foi ainda criada uma nova unidade de colheita laboratorial.

“Em termos de procedimentos, foram adotadas as medidas de proteção e prevenção de contágio, quer de doentes, quer de profissionais, foram suspensas as visitas e acompanhantes, entre outras medidas de extrema importância que nos permitiram lidar com esta situação de exceção”, acrescenta.

Até à data, o CHL procedeu à contratação de um total de 25 profissionais, com fundamento na resposta à pandemia: quatro técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica (dois da área de radiologia e dois da área de Análises Clínicas e Saúde Pública) e 21 enfermeiros. Destes profissionais recentemente contratados, 23 permanecem em funções no CHL, que integra os hospitais de Leiria, Pombal e Alcobaça.

AD Footer
spot_img

Artigos Relacionados

Colisão entre motociclo e veículo ligeiro provoca um morto na Nazaré

Um homem, de nacionalidade inglesa, morreu esta segunda-feira na Nazaré, na sequência de uma colisão entre um motociclo...

Uma “tasca” em alta rotação movida a gasolina e… caracol

Costuma dizer-se que quem anda à velocidade do caracol não chega propriamente rápido ao destino. Mas, por paradoxal...

Jovem detido por furto a residência em São Martinho do Porto

Um jovem de 25 anos foi detido, no dia 29 de junho, por furto em interior de residência...

Duas empresas de Alcobaça distinguidas como “Gazela 2021”

A construtora A.B. Inácio, LDA, sediada na Benedita, e a fabricante HC - Caixilharia LDA, localizada na Cela...

Aceda ao conteúdo premium do Região de Cister!